PESQUISA ESTE SITE

Total de visualizações de página

PESSOAS ONLINE



10 março 2022

Polícia Federal apreende 15 quilos de cocaína no aeroporto de Natal

 

A Polícia Federal apreendeu 15,3 quilos de cocaína no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. A apreensão ocorreu na noite de quarta-feira (9).

 

A droga estava em uma mala despachada em um voo que seguiria para Guarulhos. Não houve prisão. A PF instaurou inquérito policial e busca identificar o passageiro responsável pelo transporte ilícito e a quem se destinava a droga.

Segundo a PF, os controladores do aparelho de raios X do terminal de passageiros identificaram, no embarque doméstico, uma bagagem abandonada com indícios de conteúdo orgânico suspeito.

A PF foi acionada e a mala foi aberta na presença de testemunhas da própria companhia aérea. Foram encontrado 15 tabletes de cocaína envoltos em peças de roupa. A constatação que era cocaína veio com a realização de exame preliminar do narcoteste.

O entorpecente foi conduzido para ser periciado na sede do órgão, no bairro de Lagoa Nova, em Natal. A PF divulgou que, de 2021 até hoje, apreendeu 2,6 toneladas de drogas no Rio Grande do Norte - sendo 1,9 de cocaína. G1 


 

Preço da gasolina chega a quase R$ 8 em postos de combustíveis de Natal após reajuste da Petrobras


 

O preço da gasolina comum chegou a até R$ 8 em postos de combustíveis de Natal no início da tarde desta quinta-feira (10), poucas horas após a Petrobras anunciar um reajuste de 18,8% no valor cobrado pelo combustível nas refinarias.

O aumento chegou ao consumidor antes mesmo de começar a valer nas refinarias - o que vai acontecer a partir da manhã de sexta-feira (11).

Na última pesquisa semanal de preços da Agência Nacional do Petróleo, do dia 5 de março, o preço médio encontrado na cidade era de R$ 6,85 - a diferença é de R$ 1,14 por litro, em relação ao novo valor.

No início da semana, os postos já tinham aumentado o preço cobrado nas bombas para R$ 7,29 antes mesmo do anúncio da Petrobras.

Na tarde desta quinta-feira (10), a maioria dos postos de combustíveis em Natal ainda estavam cobrando o preço entre R$ 7,20 a R$ 7,29. No entanto, já foi possível encontrar alguns que passaram a cobrar R$ 7,99.

Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do RN (Sindipostos RN) lamentou o reajuste. "Sempre é bom ressaltar que a entidade entende que, como todo varejista, para as revendas de combustíveis o cenário será tanto melhor quanto mais acessíveis forem os preços, algo que, infelizmente, temos visto ser uma realidade cada vez mais distante no Brasil, em virtude de uma série de fatores pontuais e estruturais".

Segundo o sindicato, os postos de combustíveis do RN têm visto suas vendas "despencarem substancialmente, em função desses sucessivos reajustes de preço". O sindicato disse ainda que espera medidas na esfera federal para frear a escalada de preços dos combustíveis.

Motoristas reclamam do aumento

Muitos dos motoristas que abasteceram os veículos nesta quinta em Natal já se mostravam insatisfeitos com o aumento no preço da gasolina que ocorreu no início desta semana nos postos de combustíveis.

Os valores que estavam abaixo de R$ 6,90 na semana passada passaram de R$ 7,20 nesta semana na maioria dos estabelecimentos.

E, com o reajuste anunciado pela Petrobras, alguns postos já marcam quase R$ 8 e assustaram os clientes.

"Quando a gente chega no posto de combustível é pego de surpresa com o preço na bomba. Eu costumo abastecer no fim de semana, quando tem promoção, e estava de R$ 6,89 na semana retrasada. E agora estou vendo que está a R$ 7,25, um aumento fora do comum", reclamou o motociclista Heberton Silva de Souza.

"Estou recebendo essa notícia de que vai ter um outro reajuste e a gente vai ter que fazer um sacrifício, tirar de onde não tem pra poder abastecer. Tirar da feira, de algum outro pagamento que a gente tem que sacrificar".

O motorista por aplicativo Danilo Araújo correu para completar o tanque do veículo assim que viu a notícia do aumento.

"Já tem postos que estão com o preço de R$7, 99. E vai subir acima de R$ 8. Aí já abasteci logo. Pra gente que roda em aplicativos está difícil. Não tem aumento nas taxas e a gasolina está aumentando. É trabalhar 10, 12 horas direto [para ter lucro]".

Para ele, uma opção pode ser o Gás Natural Veicular (GNV). "Provavelmente a gente deve estar tentando passar para o gás natural enquanto não aumenta. Mas deve estar aumentando também", avaliou.

Já o bugueiro Frederico Soriano abasteceu o veículo com etanol nesta quinta, por avaliar que compensava mais. Apesar disso, acredita que o valor também vá subir nos próximos dias.

"O álcool vem misturado também uma porcentagem de gasolina. Com certeza vai aumentar. Quando vi a notícia, vim abastecer", falou.

Ele, que trabalha com turismo, contou que esse aumento também deve pesar para os turistas que realizarem os passeios. "Vai ter que passar pro turista, pro consumidor. Aumentar os preços do passeio pra tirar a diferença do combustível".

 

Anúncio

A partir desta sexta-feira (11), o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, um aumento de 18,8%. Para o diesel, o preço médio passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, uma alta de 24,9%.

"Após 57 dias sem reajustes, a partir de 11/03/2022, a Petrobras fará ajustes nos seus preços de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras", informou a estatal, em comunicado.

Gás de cozinha

Também teve aumento anunciado para o gás de cozinha. O preço médio de venda do GLP da Petrobras para as distribuidoras foi reajustado em 16,1%, e passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg, equivalente a R$ 58,21 por 13kg.

O produto não era reajustado há 152 dias e custa atualmente no país R$ 102,64 o botijão de 13 kg, em média, segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

 

Segundo o sindicato dos revendedores de gás do Rio Grande do Norte, os empresários calculam que o novo reajuste vai significar um aumento de cerca de R$ 12 no preço do botijão, mas os cálculos ainda estão sendo finalizados.

"Além do preço do próprio gás, também teve o reajuste do diesel, que encarece o frete, portanto aumento o reajuste ao consumidor", diz o presidente do sindicato, Francisco Santos.

De acordo com ele, a entidade deve uma noção mais precisa do valor final ao consumidor nesta sexta (11).

Petrobras

"Após serem observados preços em patamares consistentemente elevados, tornou-se necessário que a Petrobras promova ajustes nos seus preços de venda às distribuidoras para que o mercado brasileiro continue sendo suprido, sem riscos de desabastecimento, pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras":: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras" , justificou a estatal, acrescentando que decidiu não repassar de imediato a volatilidade decorrente da guerra na Ucrânia.

"Esses valores refletem parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia. Mantemos nosso monitoramento contínuo do mercado nesse momento desafiador e de alta volatilidade", acrescentou a Petrobras.



UFRN abre editais de auxílio para moradia, alimentação e transporte a estudantes; confira lista

 

 A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) vai abrir na terça-feira (15) até o dia 1º de abril editais para conceder auxílios a estudantes da instituição. Podem solicitar alunos dos campi de Natal Macaíba, Santa Cruz, Caicó e Currais Novos.

Os auxílios são para: moradia, óculos, creche, alimentação, transporte, bolsa atleta e ainda vagas nas residências universitárias. A inscrição acontece através do Sigaa.

Os editais dos processos seletivos para inscrição e renovação da concessão dos auxílios foram divulgados e estão disponíveis na página da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae) da UFRN.

Podem solicitar e concorrer aos auxílios os estudantes matriculados nos cursos de graduação na modalidade de ensino presencial nos campi.

No caso das vagas ofertadas nas Residências para novos estudantes, será obedecido o percentual de até 60% da capacidade máxima, por piso ou casa das Residências Universitárias. Para ter acesso a vaga é obrigatória a participação do aluno no seminário de socialização com a Dasap, e na Reunião de Biossegurança com a Divisão de Atenção à Saúde do Estudante (Dase/Proae), na qual deverá ser apresentado o Comprovante de Vacinação contra a covid-19.

Podem participar dos processos seletivos para recebimento de assistência estudantil os alunos inscritos no Cadastro Único da UFRN, na situação de vulnerabilidade social e identificados como prioritários para o atendimento da assistência estudantil.

Os Programas de Assistência Estudantil da UFRN, composto por bolsas e auxílios, têm como objetivo prioritário assegurar aos estudantes de baixo poder aquisitivo condições básicas para a sua permanência com qualidade na Instituição, contribuindo, assim, com a minimização dos índices de retenção e evasão escolar, quando decorrentes da falta de condições financeiras. São financiados com recursos do Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES), instituído pelo Decreto Nº 7.234, de 19 de julho de 2010.

 

Entenda os auxílios

O Auxílio Residência destina-se a assegurar moradia, por meio de concessão de vaga em uma das Residências Universitárias.

O Auxílio Moradia é o pagamento em espécie a estudantes que não tenham sido contemplados com vaga na residência universitária, mas que atendem aos critérios para receber o benefício.

O Auxílio Alimentação tem por objetivo suprir necessidades alimentares dos estudantes de graduação em condição de vulnerabilidade socioeconômica. No caso dos campi que não possuem restaurante universitário, é oferecido um auxílio financeiro, e no Campus Natal, o auxílio será ofertado em espécie até a reabertura do Restaurante Universitário (RU).

O Auxílio Transporte é voltado para assegurar a frequência do estudante em vulnerabilidade socioeconômica às atividades curriculares, mediante o fornecimento de passagens ou seu equivalente em moeda corrente.

O Auxílio Creche busca atender aos estudantes dos cursos de graduação presenciais da UFRN, em primeira graduação, que necessitem de subsídio para custear despesas referentes à manutenção da creche e/ ou similar para seus filhos, ou menores, de zero a seis anos incompletos, que estejam legalmente sob sua guarda.

O Auxílio Óculos visa atender aos estudantes da UFRN, em primeira graduação, que necessitem de subsídio nas despesas para aquisição de óculos com lentes corretivas.

A Bolsa Atleta tem o objetivo de apoiar os estudantes que frequentam treinamento esportivo regular no âmbito da UFRN e que participam das seleções esportivas. G1



Dupla é presa suspeita de fabricar armas caseiras para criminosos em Natal


Dois homens suspeitos de fabricar armas caseiras para uso em ações criminosas foram presos na noite de quarta-feira (9) no bairro Planalto, na Zona Oeste de Natal.

A dupla foi flagrada com duas armas, além de outros materiais bélicos, peças de metal, munições e ferramentas.

Segundo a Polícia Militar, os homens são "armeiros" - pessoas responsáveis pela fabricação e a guarda de armas.

Ainda de acordo com a corporação, somente em 2022, o 9º Batalhão - responsável pelo patrulhamento da região - já apreendeu oito armas possivelmente fabricadas pelos suspeitos presos.

Uma equipe chegou à casa onde os suspeitos estavam após receber uma denúncia anônima por volta das 18h.

Na casa, os militares encontraram dois homens com uma arma de fogo calibre 38 e uma espingarda de fabricação caseira, munições de diversos calibres, além de ferramentas e materiais para construção das armas.

Eles foram presos em flagrante e, junto com o o material apreendido, foram conduzidos à Central de Flagrantes da Polícia Civil. G1



Raio mata cinco vacas em sítio no interior do RN


 

Cinco vacas morreram após serem atingidas por um raio na noite desta quarta-feira (9) em um sítio na zona rural de Rodolfo Fernandes, na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte.

De acordo com o dono do Sítio Quebrada, Ney Lopes, as vacas estavam em uma área de pasto e eram avaliadas em R$ 14 mil.

O vaqueiro contou que ouviu o raio por volta das 23h, mas só notou que os animais estavam mortos na manhã desta quinta (10), quando foi dar comida aos animais por volta das 5h.

Os animais estavam embaixo de um cajueiro, que também foi atingido. Segundo Ney Lopes, essa foi a primeira vez que um acidente desse tipo aconteceu na propriedade dele.

Os marcadores pluviométricos de Rodolfo Fernandes registraram uma chuva de 53 milímetros entre a noite de quarta e a madrugada de quinta. G1



Policiais civis e Governo do RN fecham acordo sobre adicional por tempo de serviço para encerrar movimento


 

Entidades que representam os policiais civis e a equipe do Governo do Estado chegaram a um entendimento sobre o problema do adicional por tempo de serviço (ADTS) da categoria. Um acordo final deverá ser assinado na próxima sexta-feira (11).

Vários ajustes foram feitos na última proposta que tinha sido apresentada, contemplando as demandas dos policiais civis e mantendo critérios do Governo. Com isso, o projeto da minuta foi acordado entre as partes, sem representar nenhum impacto financeiro ao Estado.

Essa proposta foi apresentada em assembleia geral da categoria no início da noite desta quarta-feira (9), e os policiais civis aprovaram. Agora, o Sinpol e a Assesp vão protocolar a resposta oficial dos agentes e escrivães e, na próxima sexta-feira, haverá assinatura de um acordo com o Governo do RN, com a presença da governadora Fátima Bezerra (PT).

“Chegamos a um entendimento, mas a luta ainda não acabou. Na sexta-feira, esperamos finalmente encerrar esse impasse e assinarmos um acordo que garanta a manutenção dos direitos dos policiais civis e a estrutura de carreira duramente conquistada”, afirma Edilza Faustino, presidente do Sinpol.

Os policiais civis voltam a se reunir em assembleia geral, na tarde da sexta-feira, às 16h, para aguardar a assinatura desse acordo.

98 FM



Senado aprova auxílio-gasolina e fundo para frear alta dos combustíveis


 

O Senado aprovou nesta quinta-feira (10) por 61 votos a 8 o projeto que cria a conta de estabilização dos preços dos combustíveis (CEP), com o objetivo de frear a alta dos preços dos produtos.

A proposta também estabelece a ampliação do auxílio-gás, dobrando o alcance do benefício que custeia parte do botijão de gás, e cria o auxílio-gasolina, destinando um “vale” nos valores de R$ 100 e R$ 300 para taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos.

A aprovação do fundo de estabilização se dá em meio à disparada dos preços do petróleo e a mais um reajuste anunciado pela Petrobras. Nesta quinta, a estatal informou que o valor da gasolina sofrerá um aumento de 18,8%. Já o diesel enfrentará uma alta de 24,9%.

O texto, de autoria do senador Rogério Carvalho (PT-SE), foi aprovado conforme versão proposta pelo relator, o senador Jean Paul Prates (PT-RN). Agora, a proposta seguirá para votação na Câmara dos Deputados.

A votação da proposta chegou a ser adiada três vezes por falta de consenso entre os senadores.

Diante da escalada de preços nos combustíveis, que tende a se acentuar com a elevação do preço internacional do barril do petróleo em razão da guerra entre Rússia e Ucrânia, os congressistas concordaram em votar o projeto. A Rússia é um dos principais exportadores de petróleo no mundo.

A elevação dos preços dos combustíveis é um dos principais fatores para a disparada da inflação. Em 2021, a gasolina acumulou alta de 47,49% e foi o item que mais pesou na alta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, no ano passado, que ficou em 10,06%.

O diesel, por exemplo, é o combustível utilizado pelos caminhoneiros, que, entre outros itens, transportam os alimentos consumidos pela população. A alta do diesel provoca, portanto, provoca reflexos negativos nos orçamentos familiares.

A conta

Pela proposta, o fundo de estabilização terá o objetivo de reduzir o impacto da volatilidade dos preços dos combustíveis derivados do petróleo, do gás de cozinha, do gás natural, para o consumidor final.

A conta, segundo o projeto, receberá recursos de:

royalties, participações do governo relativas ao setor de petróleo e gás destinadas à União, resultantes da concessão e da comercialização do excedente em óleo no regime de partilha de produção, ressalvadas as parcelas já vinculadas a determinadas áreas;

dividendos (lucros distribuídos a acionistas) da Petrobras pagos à União;

receitas públicas geradas com a evolução das cotações internacionais do petróleo bruto, desde que haja previsão em lei específica;

parcelas de superávits financeiros extraordinários.

Em uma versão anterior do parecer, o senador Jean Paul Prates havia proposto a criação de um imposto de exportação incidente sobre o petróleo bruto, para também abastecer a conta. Controversa, a medida foi retirada da proposta.

Auxílios para baixa renda

Em versão apresentada nesta quinta-feira, o relator incluiu no parecer dois benefícios para a população de baixa renda. Ambos vinham sendo estudados no âmbito de um segundo projeto que trata sobre combustíveis – este altera a cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o diesel, biodiesel, gasolina, etanol, gás de cozinha e gás natural.

Diante da elevação do preço do gás de cozinha, que tem levado famílias de baixa renda a cozinhar com lenha e carvão – mais perigosos e prejudiciais à saúde – Jean Paul Prates propôs a ampliação do número de beneficiários do programa Gás dos Brasileiros, criado em 2021.

Pela proposta, o número de famílias pobres com direito ao subsídio no preço do gás de cozinha passaria de 5,5 milhões para 11 milhões.

Para isso, o petista calcula que será necessário mais R$ 1,9 bilhão no orçamento do programa. Os recursos sairiam dos bônus de assinatura de contratos para exploração de petróleo nos campos de Sépia e Atapu. Segundo Prates, os recursos do bônus de assinatura somam R$ 3,4 bilhões, já descontada a parte dos estados.

Já o auxílio-gasolina deve beneficiar taxistas, mototaxistas e motoristas de aplicativos.

De acordo com a proposta, apresentada pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM) e acatada por Prates, o novo auxílio vai priorizar beneficiários do programa Auxílio Brasil. O gasto previsto está limitado a R$ 3 bilhões.

 

Conforme a proposta, o auxílio-gasolina, se aprovado, será pago em parcelas mensais nos seguintes valores:

R$ 300 para motoristas autônomos do transporte individual (incluídos taxistas e motoristas de aplicativos) e condutores de pequenas embarcações;

R$ 100 para motoristas de ciclomotor ou motos de até 125 cilindradas.

Nos dois casos, o rendimento familiar mensal do beneficiário deve ser de até três salários mínimos.

Fonte: G1



Donos de postos do RN lamentam novo aumento e dizem que situação só é boa para eles com combustível barato


 

Donos de postos do Rio Grande do Norte publicaram uma nota nesta quinta-feira (10) para lamentar o novo aumento anunciado pela Petrobras nos preços dos combustíveis. A partir desta sexta-feira (11), a gasolina ficará 18% mais cara nas refinarias, o que representa um reajuste de R$ 0,61. Também haverá aumentos no diesel e no gás de cozinha.

Na nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do RN (Sindipostos RN) lamentou o aumento e externou “sua preocupação com os efeitos destes reajustes”.

“Sempre é bom ressaltar que a entidade entende que, como todo varejista, para as revendas de combustíveis o cenário será tanto melhor quanto mais acessíveis forem os preços, algo que, infelizmente, temos visto ser uma realidade cada vez mais distante no Brasil, em virtude de uma série de fatores pontuais e estruturais”, destacou o sindicato.

Os donos de postos ressaltam, ainda, que postos potiguares têm tudo uma drástica queda nas vendas, em função dos aumentos anunciados pela Petrobras.

“Por fim, reforçamos nossa expectativa e esperança de que as movimentações do Congresso Nacional e do Governo Federal em torno de projetos e medidas que possam frear a escalada de preços dos combustíveis no país produzam resultados efetivos o mais breve possível”, conclui a nota. Com Informações 98 FM



Com novo gramado, Maracanã reabre sábado com Flamengo x Bangu


 

O Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, vai reabrir neste sábado (12) para o duelo Flamengo x Bangu pelo Campeonato Carioca. Em virtude da reforma do gramado, o estádio ficou por quase três meses fechado. O novo campo do Maraca agora é híbrido: 90% dele é de grama natural e o restante de fibra sintética. Outra novidade está nos gols, com a volta da famosa rede véu da noiva, que estufa quando os jogadores acertam a bola no alvo. A Rádio Nacional transmite o embate a partir das 19h30 (horário de Brasília), com narração de André Marques, comentários Waldir Luiz, reportagem de Rafael Monteiro e plantão de notícias com Luiz Ferreira.

A primeira partida de 2022 no estádio promete ter casa cheia: mais de 50 mil ingressos já foram vendidos. Será a última rodada da Taça Guanabara, antes dos jogos das semifinais do Cariocão semana que vem. Já classificado à semi, o Rubro-Negro ocupa o segundo lugar da tabela com 23 pontos. Já Bangu é o 10º colocado, com nove pontos.

Quem quiser saber mais sobre a história do Maracanã, inaugurado em 1950 para a Copa do Mundo no Brasil, pode visitar a exposição virtual do Arquivo Nacional “Histórias do Maracanã antigo”.

 Com informações Agência Brasil



Caged: Brasil gera 155 mil empregos formais em janeiro


 

 O Brasil fechou o mês de janeiro de 2022 com um saldo de 155.178 empregos formais, segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) apresentado hoje (10) pelo Ministério da Economia. O saldo de janeiro foi resultado de 1.777.646 admissões e 1.622.468 desligamentos. Com isso, o estoque de empregos formais no país chegou a 40.833.533, o que representa uma variação de 0,38% em relação ao estoque do mês anterior.

Os números mostram que, no mês de janeiro, quatro dos cinco grupamentos de atividades econômicas apresentaram saldo positivo, com destaque para o setor de serviços, com a geração de 102.026 novos postos de trabalho formais. O destaque fica para as atividades de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas, que geraram 58.773 postos.

Na sequência vem a indústria geral, que gerou 51.419 postos; construção civil, com 36.809 postos e Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura, com 25.014 postos. O setor de comércio teve saldo negativo de 60.088 postos.

“Foram 15.600 admissões e 12.517 desligamentos na modalidade de trabalho intermitente - empresa contrata um funcionário para prestar serviços de forma esporádica - gerando saldo de 3.083 empregos, envolvendo 3.784 estabelecimentos contratantes. Um total de 201 empregados efetuou mais de um contrato na condição de trabalhador intermitente”, informou a pasta.

Em janeiro de 2022, houve 21.367 admissões e 17.538 desligamentos na modalidade de trabalho intermitente, gerando saldo de 3.829 empregos, envolvendo 4.827 estabelecimentos contratantes. Além disso, 355 empregados celebraram mais de um contrato na condição de trabalhador intermitente.

“Do ponto de vista das atividades econômicas, o saldo de emprego na modalidade de trabalho intermitente distribuiu-se por serviços (+2.592 postos), construção civil (+1.256 postos), indústria geral (+824 postos), agropecuária (+81 postos) e comércio (-924 postos)”, informou o Ministério da Economia.

Já em relação ao trabalho em regime de tempo parcial foram registradas 16.370 admissões e 15.687 desligamentos, gerando saldo de 683 empregos, envolvendo 6.578 estabelecimentos contratantes. Um total de 96 empregados celebrou mais de um contrato em regime de tempo parcial.

Entre as atividades econômicas, o saldo de emprego em regime de tempo parcial ficou distribuído da seguinte forma: indústria geral, com 1.312 postos; serviços, com 121 postos; construção, com 55 vagas, agropecuária, com 32 postos e comércio, com saldo negativo de 773 postos.

Desligamento com acordo

Em janeiro de 2022, houve 17.975 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado, envolvendo 12.294 estabelecimentos, em um universo de 11.419 empresas. Houve 49 empregados que realizaram mais de um desligamento.

Estados

De acordo com o Novo Caged, no mês de janeiro de 2022, apenas 19, dos 27 estados registraram saldos positivos. Entre os estados que mais geraram vagas, o destaque é para São Paulo, com 48.355 novos postos. Santa Catarina, com 23.358, e Paraná, com 18.351.

Os estados que apresentaram maior saldo negativo de vagas foram: Sergipe, com -1.253 postos; Ceará, com -1.508 postos e Rio Grande do Norte, com -2.430 postos.

Salário

Para o conjunto do território nacional, o salário médio de admissão em janeiro/2022 foi de R$ 1.920,59. Comparado ao mês anterior, houve aumento real de R$ 115,24 no salário médio de admissão, uma variação em torno de 6,38%.

Agência brasil 




Geral Governo regulamenta ressarcimento de recursos do auxílio emergencial

 

O governo federal publicou hoje (10) no Diário Oficial da União decreto que regulamenta o ressarcimento à União de recursos dos benefícios do Auxílio Emergencial recebidos irregularmente ou por erro material na concessão, manutenção ou revisão do benefício.

Pelo decreto, o beneficiário que tiver recebido indevidamente o auxílio emergencial poderá ser notificado por meio eletrônico, por mensagem encaminhada por telefone celular, pelos canais digitais dos bancos, Correios, pessoalmente ou por edital para devolução dos valores.

Somente serão cobrados os valores devidos se o beneficiário que recebeu o auxílio tiver renda familiar mensal per capita superior a meio salário mínimo ou renda mensal familiar superior a três salários mínimos.

Para devolver os valores recebidos, o beneficiário poderá optar pelo pagamento à vista ou parcelado em até 60 parcelas mensais. O parcelamento do débito pelo beneficiário implicará confissão do valor a ser ressarcido, renúncia expressa da interposição de recursos e desistência daqueles que eventualmente tenham sido interpostos.

A Secretaria-Geral da Presidência da República disse que o beneficiário que não efetuar o pagamento de três parcelas, consecutivas ou alternadas, terá o parcelamento cancelado e será considerado inadimplente. Além disso, se o beneficiário não restituir voluntariamente os valores devidos, será efetuada a cobrança extrajudicial.

Quem discordar da cobrança poderá apresentar defesa no prazo de 30 dias da notificação. Caso a defesa seja considerada improcedente, caberá recurso no prazo de trinta dias.

Será considerado inadimplente quem não efetuar o pagamento após 60 dias da ciência da notificação, não solicitar o parcelamento do débito ou não apresentar defesa. Também será considerado inadimplente se não efetuar o pagamento de três parcelas consecutivas ou alternadas. O beneficiário inadimplente será inscrito na dívida ativa da União.

O Ministério da Cidadania estimou que a cobrança dos valores deverá custar à União R$ 4.376.484,32 neste ano, e mais R$ 8.752.968,64 para cada ano nos próximos dois anos, num total de R$ 21.882.421,60

Os valores serão utilizados na contratação de serviços de tecnologia da informação para levantamento de dados de renda familiar e per capita e outros; na realização de notificação eletrônica, correspondências e carta registrada com aviso de recebimento (AR); e em parceria com os Correios para garantir os direitos de ampla defesa e de recurso a pessoas vulneráveis e ultra vulneráveis, sem acesso aos meios digitais, que serão atendidas pelo Balcão do Cidadão. Com Informações Agência brasil



Mudança nos Comandos dos batalhões da Polícia Militar em Mossoró na região Oeste Potiguar

 

Boletim Geral (BG) da Polícia Militar, publicado no Diario Oficial do Estado na última terça feira 8 de março traz mudanças nos comandos do 2º e 12º Batalhões da PM sediados em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte.

O 2º BPM que era comandado pelo Tenente -Coronel Sérgio Luis de Moura, passe a ter como comandante o Major Ivanildo Henrique Mendonça. Houve mudança também no sub-comando da corporação.

Sai o Major Rabelo e entra o Major Valadares. No 12º BPM a mudança ocorreu somente no sub-comando daquele batalhão. Sai Major Valadares e entra o Major Rabelo. Com as mudanças ficam assim as composições dos dois batalhões da Polícia Militar em Mosasoró::

Comandante do 2º BPM, Major Henrique e Sub-comandante Major Valadares. Comandante do 12º BPM Tenente-Coronel Andrelino, sub-comandante Major Rabelo. Para o 10º Batalhão de Polícia Militar com sede em Assu, o comando continua com o Tenente-Coronel Maximiliano Fernandes. Para o sub-comando foi designado o Major Lima Assunção. Fim da linha



Três suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas são presos em operação conjunta da PC e PM em Assu


 

Policiais civis da Delegacia Municipal (DM) de Assú, em ação conjunta à Polícia Militar (PM), por meio do Grupo Tático Operacional (GTO) e da Força Tática (FT), realizaram diligências que resultaram nas prisões de três suspeitos de envolvimento em crimes naquela cidade.

Na ocasião, foi dado cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Jorge Hudson Nunes, 32 anos, pela suspeita da prática do crime de tráfico de drogas. O local do cumprimento do mandado estava funcionando como ponto de comercialização de drogas.

Foram realizadas as buscas, resultando na apreensão de diversas pedras de “crack”, relevante quantidade de maconha, uma porção de cocaína, além de materiais que serviriam para o fracionamento das drogas. Ainda no local, que pertencia a Jorge Hudson, foram apreendidos alguns aparelhos de telefone celular, além de dinheiro fracionado. Jorge Hudson também foi autuado em flagrante delito pela suspeita da prática do crime de tráfico de drogas.

Além de Jorge Hudson, também foram conduzidos até a DM de Assú Francisco Inácio da Silva, 22 anos, e Pedro Lucas Alves Coelho, 20 anos. Dos três, Francisco Inácio e Pedro Lucas foram liberados, enquanto Jorge Hudson foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou pelo número da DM de Assú: (84) 9 9992-2122.

 

Fim da linha



Policial militar de 49 anos é preso pela Polícia Civil, suspeito da pratica de agiotagem e extorsão em Patu no RN


 

Policiais civis da 71ª Delegacia de Polícia Civil de Patu, na região Oeste Potiguar, deram cumprimento, nesta quarta-feira 9 de março de 2022, a um mandado de prisão temporária e outro de busca e apreensão, expedidos pela Vara Única da Comarca de Patu, em desfavor de um policial militar de 49 anos.

A ação da Polícia Civil contou com o apoio do Grupo Tático de Operações (GTO) da PM de Patu. O policial é suspeito das práticas dos crimes de extorsão e agiotagem naquela cidade. Durante o cumprimento do mandado de busca e apreensão, foram apreendidas munições que oficializaram o auto da prisão em flagrante por posse ilegal de munições.

Após ser preso em flagrante, o policial militar que não teve seu nome divulgado,foi conduzido até o Comando Militar, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181. Com Informações Fim da linha



Governo do estado não repassa recursos e salários de funcionários da Infrecea ficam atrasados

 

 Mais uma vez a empresa administradora do aeroporto de Mossoró reclama de repasses atrasados por parte do Governo do RN. De acordo com informações repassadas ao Jornalismo TCM há dívidas do Governo Estadual junto a empresa desde 2019.

O mês de dezembro, em torno de R$ 107 mil reais, foi repassado na semana passada, dia 4 de março. Salários dos funcionários estão começando a atrasar, segundo fontes ouvidas pela reportagem.

Em novembro de 2021 a Infracea Aeroportos denunciou a falta de repasses por parte do Governo do Estado, com possibilidade de fechar as portas. O Jornalismo TCM buscou a gestão Estadual e Manoel Marques, diretor do DER (Departamento de Estradas e Rodagem) respondeu o seguinte:

“Pagamos dezembro após processar o restos a pagar e estamos aguardando a abertura do orçamento 2022 pra poder processar o restante e fazer um encontro de contas, pois, a empresa tem um débito de taxas arrecadadas e não repassadas ao DER, desde 2018”. Com informações *Por Diário Político*



Presidente da Câmara de Assú e Pré Candidato a Deputado Federal Participa dada abertura dos festejos alusivos a São José na comunidade de linda flor.


 

Presidente da Câmara municipal de Assu vereador Tê e pré candidato a deputado federal participa da abertura dos festejos alusivos a São José na comunidade de linda flor. Demonstrando interação com a população e conhecimento das comunidades o parlamentar está presente no dia a dia com a população.



ACESSORIA DE COMUNICAÇÃO