PESQUISA ESTE SITE

Total de visualizações de página

PESSOAS ONLINE



26 julho 2023

BEBÊ VENEZUELANO DE 11 MESES MORRE COM QUADRO DE DESNUTRIÇÃO EM MOSSORÓ

POR ISMAEL JEFFERSON

Um bebê indígena venezuelano da etnia Warao de 11 meses morreu no último domingo (23) em Mossoró/RN, após um quadro de desnutrição grave. A informação foi confirmada pela professora Eliane Anselmo, Antropóloga da UERN que acompanha o grupo de refugiados na cidade.

Segundo Eliane, o menino que pesava quatro quilos havia dado entrada na UPA do Bairro Santo Antônio, na última sexta-feira (21) no início da noite, com um quadro de diarreia e desnutrição. Ele foi encaminhado para a UTI pediátrica do Hospital Wilson Rosado, onde estava internado. No domingo, o quadro se agravou, e a criança veio a óbito.

Na certidão de óbito da criança consta que ela teve lesão renal aguda, sepse de foco indefinido, choque séptico. “A pediatra explicou que os rins paralisaram e depois o coração”, disse a professora ao TCM Notícia.

Segundo Eliane Anselmo, o bebê, assim como os outros refugiados venezuelanos que vivem em Mossoró se encontram em situação insalubre. No abrigo provisório onde estão alojadas as 15 famílias falta comida, só há energia pela noite e as condições dos banheiros são precárias, com fossa estourada.

“O grupo passa fome. Só tem energia durante a noite, sofrem o dia todo com o calor. Muitas crianças com problemas de pele, assim como a criança que morreu. Passam dias sem água quando falta no bairro”.

Para a antropóloga, a morte da criança teve influência da condição na qual os Warao estão vivendo. “Não tem como desvincular a saúde do bem estar, da alimentação e de condições mínimas de moradia, com a água e energia elétrica”.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte e a Defensoria Pública já entraram com ação contra o município de Mossoró, para que seja providenciado um abrigo adequado para os refugiados e que seja prestada também a atenção social necessária ao grupo.

“O Ministério Público e a Defensoria Pública já visitaram o abrigo e tiveram ciência das condições precárias de vida do grupo na cidade. São duas ações em curso na Justiça Federal contra o município de Mossoró, para prestar assistência aos Warao”, diz a professora.

Segundo Eliane, após a notícia da morte da criança, representantes da assistência social do Município realizaram visita no abrigo nesta terça-feira (25), “mas não apresentaram nenhuma solução concreta” para a situação.

O TCM Notícia entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura para saber quais ações de assistência são desenvolvidas. Em nota, a PMM manifestou profundo pesar pelo falecimento da criança, e disse garantir a oferta de todos os serviços de saúde e de assistência social para apoio às famílias Warao.

“O Município destaca que a Unidade Básica de Saúde Sinharinha Borges, localizada no Bairro Barrocas, é a unidade de referência que atende às famílias warao, prestando serviços de vacinação, atendimento médico, de enfermagem e odontologia. As famílias contam com assistência semanal do profissional Agente Comunitário de Saúde”, diz a nota.

Segundo a Prefeitura, no âmbito da assistência social, o CRAS das Barrocas é a unidade de referência que atende às famílias venezuelanas e que as acompanham nas demandas, e reforça ainda que atua prestando todo apoio necessário às famílias Warao, no que é de sua competência.

“Prefeitura esclarece que o abrigo onde residem as famílias não é de responsabilidade do Município. No entanto, toda assistência é ofertada às famílias”, finaliza a nota.



Com informações TCM Notícias 

MINISTÉRIO PÚBLICO ACIONA JUSTIÇA E PEDE IMEDIATAMENTE O ESVAZIAMENTO DE PACIENTES NOS CORREDORES DO WALFREDO GURGEL

POR ISMAEL JEFFERSON

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ingressou nesta quarta-feira (26) com um requerimento de cumprimento de sentença para que a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) adote imediatamente as providências administrativas necessárias ao esvaziamento de pacientes internados nos corredores do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. No pedido entregue à 2ª vara da Fazenda Pública de Natal, o MPRN destaca que o objetivo é restaurar o respeito à dignidade humana dos pacientes atualmente internados em macas nos corredores do hospital.

O MPRN pediu que a Sesap informe se efetivou a plena regulação da porta do pronto-socorro Clóvis Sarinho. Além disso, a Secretaria deve comprovar se estruturou a Central de Acesso às Portas Hospitalares (CAPH) com 11 médicos clínicos com carga horária de 20h ou 6 médicos com carga horária de 40h com vistas a completar 44h de jornada de trabalho, totalizando 62 plantões. Para esse dado, deve ser considerado o plantão de 24h, durante 7 dias na semana e um mês de 31 dias. Essa Central tem como finalidade direcionar os usuários do SUS, notadamente, os usuários transportados pelas ambulâncias tipo A (“brancas”) junto às portas de entrada das unidades hospitalares de referência, respeitando o perfil hospitalar estabelecido pela própria Sesap.

A Sesap, ainda no pedido do MPRN feito à Justiça, deve informar se atualizou os fluxos assistenciais das urgências clínicas e cirúrgicas (adulto e pediátrica) para nortear as ações dos profissionais que atuarão na regulação do acesso às portas de urgência, uma vez que as normas técnicas que norteavam os referidos fluxos datavam do ano de 2014 e careciam de atualização.

Agora/RN

HOMICÍDIO NO PAVILHÃO DE SANT' ANA TERIA SIDO MOTIVADO POR BRIGA NO 1º DIA DE FESTA DIZ DELEGADO

POR ISMAEL JEFFERSON

A Polícia Civil prendeu um suspeito de matar um homem a tiros durante festa no Pavilhão de Sant'Ana, em Currais Novos, na madrugada desta terça-feira (26). Segundo o delegado Paulo Ferreira, o crime teria sido motivado por desavenças entre o suspeito e a vítima no primeiro dia de festas no município da região Seridó.

"A gente acabou por lavrar o flagrante de um dos indivíduos que, segundo levantamentos teria discutido com a vítima no dia 23, o primeiro dia de festa do pavilhão, e esta teria sido a motivação para ele ter tirado a vida da vítima neste evento", disse o delegado.

O suspeito foi preso em flagrante e recolhido ao presídio. O delegado afirmou que vai dar sequência à investigação a partir desta quinta-feira (27), já que esta quarta-feira é feriado na cidade.

A Polícia chegou ao suspeito do homicídio com auxílio de imagens de câmeras que faziam a transmissão do evento. "Diligências foram implementadas, de modo que, já por volta das 5h, dois indivíduos foram apresentados aqui na delegacia", disse o delegado, que não deu mais detalhes sobre a identificação do homem detido.

A vítima morreu no local dos disparos e foi identificada como Lucas Dennis de Araújo, de 28 anos. Ele era conhecido como Lucas da Usina. O crime ocorreu no momento em que os cantores Zezo, Raí Saia Rodada e Luan Estilizado se apresentavam no palco da festa, para a presença de várias pessoas na plateia.

Tribuna do Norte 

IDOSO SUSPEITO DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL NO ALTO OESTE É PRESO NO CEARÁ

POR ISMAEL JEFFERSON

Um homem de 60 anos, suspeito de estupro de vulnerável, foi preso na cidade de Alto Santo, no Ceará, após investigações realizadas pela Polícia Civil de Pau dos Ferros através da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher. O crime teria acontecido na cidade de Água Nova, na região do Alto Oeste potiguar.


De acordo com o delegado Carlos Michel, as investigações chegaram até o homem após identificar o acesso a conta bancária em estabelecimentos da cidade cearense. 

“Entramos em contato com um desses estabelecimentos e um policial ficou de plantão aguardando o homem tentar fazer uma nova transação. No momento em que ele se apresentou no caixa, nossa equipe deu cumprimento ao mandado de prisão”, contou. 

Ele havia fugido da cidade logo após o crime. Após ser preso foi conduzido ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. 


TCM Notícias 

BRASILIENSE É PRESA POR TRÁFICO DE DROGAS NA REGIÃO DAS MALVINAS EM MOSSORÓ

POR ISMAEL JEFFERSON


 Fernanda Fidelis Ciriaco, 29 anos, natural de Brasília/DF, foi presa na tarde dessa terça-feira (25) por suspeita de tráfico de drogas na região das Malvinas, Bairro Dom Jaime Câmara em Mossoró. 

A Polícia teria recebido denúncias sobre um ponto de drogas, no local encontraram a casa de Fernanda, que autorizou a entrada dos policiais para fazer uma revista. Os agentes de segurança encontraram porções de maconha, crack, dinheiro fracionado, embalagens plásticas e balança de precisão. 

O material foi apreendido, a mulher foi presa em flagrante e conduzida a Delegacia de Narcóticos (DENARC) onde prestou depoimento. Em seguida foi conduzida ao sistema prisional onde ficará à disposição da justiça.

TCM Notícias 

MÉDICO E ADVOGADAS SÃO INVESTIGADOS POR ESQUEMA DE JUDICIALIZAÇÃO DE CIRURGIAS E SUPERFATURAMENTO DE MATERIAIS NO RN

POR ISMAEL JEFFERSON




Uma operação deflagrada nesta quarta-feira (26) pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) apura a formação de um cartel no setor de comércio de órteses, próteses e materiais especiais utilizados em cirurgias ortopédicas.

Os suspeitos são investigados pela suposta participação em um esquema de judicialização de cirurgias ortopédicas emergenciais com superfaturamento de materiais usados.

Duas advogadas e um médico ortopedista são suspeitos de participarem do esquema junto com sócios e funcionários de empresas de fornecimento do material cirúrgico, informou o MP.

A operação Escoliose, como a ação foi denominada, cumpriu 24 mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal, Recife, Camaragibe (PE), João Pessoa e Campina Grande (PB).

Investigação
As investigações foram iniciadas em 2019. Segundo o MP, o grupo se articulava de maneira criminosa para criar demandas judiciais com o direcionamento de cirurgias emergenciais de escoliose.

Na judicialização, segundo o MP, o grupo obtinha vantagem econômica fraudulenta através do superfaturamento no fornecimento de órteses, próteses e materiais especiais para realização de procedimentos cirúrgicos em prejuízo da administração pública.

No período investigado, as duas advogadas ingressaram com pelo menos 46 processos judiciais – entre ações com pedido liminar e mandados de segurança – que totalizaram um valor de R$ 7.443.282,53 pagos pelo Estado do Rio Grande do Norte para custeio das cirurgias ortopédicas.

Desses 46 processos, 42 cirurgias foram realizadas pela clínica de propriedade do médico investigado. Essa clínica era utilizada para a realização de reuniões do médico e advogadas com os pacientes.

Superfaturamento
Segundo o MP, os orçamentos dos materiais usados nas cirurgias eram feitos de maneira acordada entre as empresas indicadas pelas advogadas. Embora essas empresas devessem ser concorrentes, terminavam preestabelecendo, entre elas, quem seria beneficiada com a contratação determinada judicialmente, forjando uma pesquisa de preços de mercado.

Empresas do mesmo grupo, inclusive, elaboravam mais de um orçamento com valores de “cobertura”, possibilitando o direcionamento e a cobrança de um valor exorbitante, segundo o MP.

"As empresas seguiam rodízio entre elas para determinar qual iria fornecer os materiais necessários para as cirurgias. Entre as empresas investigadas, foi constatado que várias fazem parte de um grupo que compartilha em seus quadros diversos sócios em comum", informou o MP.

A maior parte dos sócios também possui vínculos familiares entre si, além de terem participação em mais de uma das empresas citadas, de forma cruzada, indicaram as investigações.

O MP considera que a vinculação e ajuste prévio entre as fornecedoras e as condutas anticompetitivas caracterizam a formação de cartel.

Bloqueios
Pelo menos 21 sócios e funcionários das empresas fornecedoras de órteses, próteses e materiais especiais são investigados por obterem vantagem ilícita em prejuízo do erário e, também, por abuso do poder econômico, dominando o mercado e eliminando a concorrência mediante ajustes das empresas.

O MPRN obteve o bloqueio e a indisponibilidade de contas bancárias, imóveis e veículos dos investigados. O material apreendido será encaminhado ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) para análise.

Os investigados poderão responder por infrações contra a ordem econômica previstas na Lei de Defesa da Concorrência, crimes contra a ordem econômica, organização criminosa e outros delitos que eventualmente forem constatados no curso da investigação.

Caso sejam condenadas administrativamente, as empresas deverão pagar multa que pode alcançar até 20% de seu faturamento no ano anterior ao de instauração do processo no ramo de atividade afetado pelo cartel, além das pessoas físicas que podem ser punidas em até 20% do valor das penas aplicadas às empresas.

G1/RN

SHOW HISTÓRICO DE ZEZO TERMINA COM UM HOMICÍDIO EM CURRAIS NOVOS REGIÃO DO SERIDÓ

POR ISMAEL JEFFERSON

Por volta das 02h30 da madrugada desta quarta-feira 26 de julho um homem ainda não identificado matou com vários disparos de arma de fogo na cabeça a pessoa de LUCAS DENNIS DE ARAÚJO, 28 anos, conhecido por Lucas da Usina. No momento dos disparos os cantores Raí Saia Rodada, Zezo e Luan Estilizado se apresentavam em um dos maiores shows da história da festa, os artista correram abrigando-se por conta dos disparos.
O Jovem foi socorrido para o hospital dando entrada sem vida, com a tragédia ocorrida a festa foi encerrada deixando toda a população em choque, triste e de luto pela forma trágica.

A polícia trabalha com informações de briga entre a vítima e um suspeito já identificado. Durante as diligências a PM prendeu dois suspeitos apresentando ao delegado de plantão.

Em entrevista concedida ao Repórter Seridó da Sidy’s TV o comandante do batalhão Major Mycael Campos disse que as imagens das câmeras da Sidy’s foram fundamentais para a identificação dos suspeitos. (JairSampaio).