PESQUISA ESTE SITE

Total de visualizações de página

PESSOAS ONLINE



04 junho 2022

Fátima e Carlos Eduardo são vaiados no Pingo



A presença da governadora Fátima Bezerra (PT) e do pré-candidato ao Senado, Carlos Eduardo Alves, no Pingo da Meidia, neste sábado (4), não foi nada positiva.

Registros de fotos apenas com a militância petista. Quando tentaram passar pela multidão, no Corredor Cultural, Fatima e Carlos foram hostilizados pelo público presente.

O Governo do Rio Grande do Norte apoiou o evento apenas com o pagamento de R$ 600 mil por meio de diárias operacionais para a Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiro.

Fátima está em falta com o povo de Mossoró. O Governo não se fez presente neste que é o maior São João do Rio Grande do Norte. De obra nesses quatro anos de governo, apenas a recuperação do asfalto da Avenida Leste Oeste.

Blog Ismael Souza 



Ex-secretário de Esportes de Itajá, vai esclarecer sobre sua exoneração.



O ex-secretário de esportes Nonato Soares, é um dos secretários  que recebeu exoneração, no mês passado, na prefeitura de Itajá.

E em contato com a nossa reportagem, ele informou que dará uma entrevista para esclarecer o motivo da exoneração.

Entrevista essa, que vem muitas surpresas e que a população vai saber.

A entrevista está marcada para a segunda-feira (06) de junho às 20h no Intagram da Itajá TV, com o repórter IsmaelJefferson.


Rosalba denuncia falta de estrutura em escolas e hospitais de Mossoró



A ex-prefeita de Mossoró, ex-senadora e ex-governadora Rosalba Ciarlini (PP) criticou a postura adotada pelo seu desafeto político, o prefeito de Mossoró Allyson Bezerra (SD), que, ao ser empossado no Palácio da Resistência – sede do Poder executivo municipal -, decretou estado de calamidade financeira e administrativa em Mossoró. Ela ressaltou que entregou a prefeitura “arrumada e com dinheiro no caixa” para o seu sucessor executar as obras, mas o gestor não fez sequer os “pequenos serviços” nas escolas da rede municipal de educação e afirmou que ele não cumpriu sua promessa de campanha, de zerar em “seis meses” a fila de cirurgias no município.

“Ficou recursos financeiros suficientes, por isso, não entendo que calamidade é essa que o prefeito decretou, já que ele paga tanta mídia com divulgação de ações e de seu mandato. Deixamos muitas coisas prontas e com recursos, tinham obras entregues, ações e dinheiro para fazer tanta coisa, nós deixamos medicamentos comprados, porque pela experiência que eu tive, sabia que logo que você chega não tem tempo para se fazer licitação, além disso, já estávamos nos preparando para que as escolas abrissem em 2020, mas não foi possível”, explicou.

Rosalba lamentou o fato de 2021 ter passado com todas as escolas municipais fechadas, sem a realização de aulas presenciais por conta da pandemia da Covid-19. E que este era o momento ideal para que o prefeito promovesse os pequenos serviços como as vistorias, pinturas, retelhamento, hidráulica e consertar os banheiros das escolas, mas não fez.

“Deixar uma escola sem funcionar, caindo água na fiação elétrica e tendo que retirar as crianças para não levarem choque dentro da sala de aula. Isso é um absurdo, não pode acontecer. Eu não estou aqui dizendo que eu fiz tudo certo, eu estou dizendo que eu fiz tudo o que podia e nas condições que podia. Na época, eu não tinha FINISA, porque o FINISA quando veio sair foi no fim do meu mandato. Até porque hoje os aliados dele, aqueles que estão com ele, que sentam a mesa, foram a justiça para atrapalhar”, enfatizou.

Segundo a ex-prefeita de Mossoró, somente quando as escolas foram abertas é que olharam se prestava ou não. “E essas creches novas todo o material estava comprado, inclusive o fardamento para os alunos, nós deixamos mais de vinte e três mil fardamentos para a educação infantil e ensino fundamental. Ficou recursos. Que calamidade é essa? É só olhar o portal da transparência, acompanhar e ainda estamos em calamidades? O Mossoró Cidade Junina, os custos da Cidade Junina e isso é calamidade pública?”, questionou ao PodTudo.

“Eu espero que ele acerte, espero que faça e espero que as coisas andem, agora cada um dos mossoroenses, não só apenas eu, Rosalba, mas cada um de nós, devemos ficar acompanhando. Não é possível a Cidade Junina, ninguém é contra, a gente quer que aconteça, mas não pode ter cesso e deixar faltar o medicamento lá no hospital psiquiátrico, o mínimo em uma unidade de saúde, o mínimo para fazer um exame, isso não pode”, protestou.

CHOQUE. Rosalba Ciarlini cobrou que Allyson Bezerra cumpra as suas

promessas feitas aos mossoroenses que, “por exemplo, em seis meses, ele disse que acabaria com das cirurgias” no município. A ex-prefeita de Mossoró denunciou o que classificou como o cúmulo do absurdo, quando o prefeito gravou um vídeo promocional dentro de um centro cirúrgico, enquanto uma mossoroense estava em posição ginecológica, para uma cirurgia.

“Vi uma coisa que me chocou, como médica. Em uma sala de cirurgia, o prefeito fazendo mídia, fazendo propaganda, enquanto uma senhora estava sendo operada, sendo submetida a uma cirurgia ginecológica. Isso é uma coisa violenta e deixa a gente triste”, repudiou.

Agora RN 

Alteração no ICMS pode tirar R$ 250 milhões da educação

A área da educação do Rio Grande do Norte, por meio do Fundeb, pode ter uma perda orçamentária de aproximadamente R$ 250 milhões/ano caso o projeto que altera a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis e energia elétrica em todos os estados brasileiros seja sancionado. De forma geral, o impacto no Estado pode chegar a R$ 1 bilhão. A informação é da Secretaria de Estado da Tributação (SET) e da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do RN (SEEC). O Projeto de Lei Complementar (PLP) nº 18/2022 foi aprovado na Câmara dos Deputados e seguirá para o Senado. 



Segundo entidades e gestores, a proposta afetaria a capacidade de investimento em infraestrutura, manutenção e custeio nas escolas porque no mínimo 25% de sua arrecadação deve ser destinada à manutenção e desenvolvimento de ensino através do Fundo Nacional da Educação Básica (Fundeb), conforme prevê Art. 212 da Constituição Federal. 

O texto aprovado pela Câmara limita a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) entre 17 e 18% sobre combustíveis, energia, gás natural, comunicações e transportes coletivos, itens, que segundo o PL, são serviços e bens essenciais. A ideia é conter as altas nos preços dos combustíveis repassadas aos consumidores finais. 

Segundo estimativas do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz), a limitação do ICMS aprovada pela Câmara dos Deputados produzirá uma frustração de arrecadação da ordem de R$ 64,2 bilhões e R$ 83,5 bilhões por ano para os estados e municípios brasileiros, respectivamente, entes federativos responsáveis por quase 80% das matrículas da Educação Básica. 

Na prática, se houver frustração de arrecadação do ICMS de R$ 83,5 bilhões em todo o território nacional, isso significará uma redução de até R$ 16,7 bilhões dos fundos estaduais do Fundeb, aponta levantamento da ONG Todos pela Educação, que emitiu nota sobre o tema.
“Afetaria não só o Estado como os municípios, porque parte desse Fundeb, um terço fica no Estado e dois terços vão para os municípios. Isso é preocupante e por isso todas as entidades não só ligadas às fazendas, como também às de Educação, todos estamos indo ao Congresso para que não aprove esse projeto. ”, comenta o secretário de Educação do RN, Getúlio Ferreira Marques.


Para o vice presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime-RN), Alexandre Soares Gomes, o projeto de lei é “preocupante”. 


“Essa PL vai mudar a forma como o Estado distribui o ICMS, então isso pode provocar uma perda de 38 a 40% dos municípios, com esse montante sendo reposto com recurso próprio. Se o gestor quiser manter o mesmo padrão de investimento na Educação, teria de repor esses valores. Isso é muito preocupante para as políticas educacionais e principalmente para os resultados que os alunos buscam alcançar após essa pandemia.


Planejamento


A ONG Todos pela Educação emitiu um comunicado em que diz que a “diminuição abrupta” de arrecadação de ICMS sobre combustíveis combustíveis pode produzir “severas dificuldades de honrar o pagamento dos profissionais da Educação planejado para 2022”. 


Obras escolares e contratos educacionais que passaram por redimensionamentos de preço para refletir a inflação de custos também podem ser prejudicados. Isso significaria, potencialmente, atrasos na construção de creches, em reformas de infraestrutura escolar, carência de insumos didáticos e administrativos e até mesmo dificuldades de operação de redes de transporte escolar terceirizado”, diz nota. 


Além disso, a ONG acrescenta que, além de ameaçar investimentos básicos com valores já fixados, as redes municipais e estaduais podem vir a abdicar de estratégias na educação uma vez que faltarão recursos, como expansão do atendimento em tempo integral, provisão de carga suplementar de trabalho docente para atividades de recuperação de aprendizagem, entre outras. “Tais investimentos são altamente necessários frente aos efeitos nocivos da pandemia nas condições de aprendizagem das crianças”, diz nota.

Grupo de Trabalho vai discutir a proposta


Um Grupo de Trabalho (GT) foi criado na última quinta-feira (02) com o intuito de se chegar a um consenso com relação ao modelo de cobrança do ICMS. A ideia de secretários estaduais e distrital de fazenda e de tributação é apresentar uma proposta ao Congresso Nacional até o dia 14 de junho. 


“A reunião resultou em avanços e encaminhamentos, nos quais, todas as partes poderão apresentar e debater argumentos e, até dia 14, termos uma proposta concreta sobre essa questão. O GT será composto por cinco membros representantes dos estados, sendo um secretário de cada região, e outros cinco membros da União. O representante do Nordeste será a secretária de fazenda do Ceará, Fernanda Pacobahyba”, avaliou o titular da Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN). 


Os secretários, através do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), já haviam se reunido com o presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, no início da semana para tratar da questão, alegando perdas da ordem de R$ 83 bilhões para os estados, caso seja aprovado o PLP 18/2022, que prevê um teto de 17% para o ICMS dos combustíveis e da energia elétrica, alíquota inferior à atualmente em vigência nos estados. 


“É um projeto que nos preocupa porque a perda desse montante afeta diretamente serviços essenciais prestados à população pelo estado e municípios, principalmente nas áreas de educação, saúde e segurança. As pessoas não moram de fato na União. Elas vivem em cidades, que contam com esses repasses. Mas, claro, por outro lado, não devemos admitir os constantes aumentos nos preços dos combustíveis. É necessário acharmos uma solução equilibrada, sem drástica alteração na estrutura tributária dos estados”, explica Carlos Eduardo Xavier.

Tribuna do Norte 

Inmet alerta para chuvas intensas no Rio Grande do Norte neste sábado (4)



O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), por meio da Defesa Civil Nacional, segue monitorando a situação das fortes chuvas que atingem o litoral do Nordeste brasileiro. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o Rio Grande do Norte está em alerta laranja, que indica risco de grandes acumulados de chuvas até este sábado (4). Além do RN, outros estados também estão em risco, são eles: Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, e Sergipe. 

Ainda segundo o Inmet, os acumulados podem ser de até 100 milímetros por dia. O normal para esta época do ano é que esse volume diário fique entre 20 e 30 mm. Com isso, há risco de alagamentos, deslizamentos de encostas, transbordamentos de rios, queda de galhos de árvores e corte de energia elétrica em muitos municípios desses estados.


Entre os locais que devem ser mais atingidos estão a região metropolitana de Recife, que, na manhã desta sexta-feira (3), voltou a registrar fortes chuvas. Também estão na lista a Zona da Mata Paraibana, o leste sergipano, o leste alagoano e o nordeste baiano.


“O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) da Defesa Civil Nacional está em alerta máximo e orienta os moradores das regiões atingidas pelas chuvas a se inscreverem nos serviços de alerta, enviando um SMS para o número 40199. Em caso de desastre, eles receberão um alerta on-line”, informa a meteorologista Rosane Duque Estrada Vieira. O Cenad também recomenda ficar atento ao Twitter da Defesa Civil Nacional (@defesacivilbr) e do Instituto Nacional de Meteorologia (@inmet_).


O Inmet alerta para que a população dessas regiões evite enfrentar o mau tempo e esteja sempre atenta a alterações nas encostas. Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Mais informações podem ser obtidas junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).


Os municípios afetados devem se cadastrar no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Na ferramenta, é possível elaborar Planos de Contingência; registrar desastres ocorridos no município/estado; solicitar o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública; solicitar recursos federais a partir da elaboração de formulários on-line; consultar e acompanhar as solicitações de reconhecimento e de repasses para ações de resposta e de recuperação, e buscar informações sobre recorrências de desastres com base em dados oficiais.

Tribuna do Norte 

Em 2022, Enem tem 3,3 milhões de inscrições confirmadas no Brasil



Foto divulgação



A edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano teve 3.396.597 inscrições confirmadas. De acordo com Ministério da Educação (MEC), o número representa um aumento de 11,6% em relação à edição de 2021, que teve 3.040.908 confirmações. O total corresponde às duas versões do exame, a impressa e a digital.


Do total de participantes confirmados, 2.028.353 (59,72%) são isentos da taxa de inscrição e 1.368.244 (40,28%) são pagantes. Os dados são considerados preliminares até a apuração definitiva, tendo em vista que há casos de processamento dos pagamentos pelas instituições bancárias, processos judiciais, comissão de demandas, além de outras situações excepcionais.


Dos inscritos, 3.331.531 farão a versão em papel e 65.066, em computador. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aplicará as provas das duas versões nos dias 13 e 20 de novembro.


Quem solicitou atendimento especializado poderá conferir o resultado do pedido a partir da próxima terça-feira (7). No mesmo dia, começa o período de recursos para os participantes que tiveram as solicitações indeferidas. Candidatos que desejam ter tratamento por nome social poderão solicitá-lo entre 23 e 28 de junho.


A situação da inscrição pode ser verificada na Página do Participante.


O Enem avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica. Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni), ambas ações do Ministério da Educação.


Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes. Os resultados são usados como critério único ou complementar dos processos seletivos, além de servirem de parâmetros para acesso a auxílios governamentais, como o proporcionado pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).


Os resultados individuais do Enem também podem ser usados nos processos seletivos de instituições portuguesas que têm convênio com o Inep para aceitarem as notas do exame. Os acordos garantem acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursar a educação superior em Portugal.


RN


Com as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM 2022) abertas na última terça-feira (10), a expectativa é de que neste ano haja maior participação dos estudantes, visto que há maior controle da pandemia da covid-19. Somente no primeiro dia de inscrições, o ministro da Educação Victor Godoy Veiga, revelou que foi atingida a marca de 1 milhão de inscritos para o exame. No Rio Grande do Norte, em 2021, o número de inscrições para o recuou 43,34% em relação a 2020. Foram 73.141 alunos que se inscreveram para a prova. Contudo, para este anos, as escolas estão otimistas de que o número será bem maior e executam planos de estudo com foco em estimular os estudantes.


A Secretaria Estadual de Educação e Cultura (SEEC/RN) informou que está discutindo as ações de apoio aos estudantes na preparação do exame, focadas para acontecer no segundo semestre, sendo a mais tradicional delas em formato de aulões preparatórios. No ano passado, além desses a SEEC também disponibilizou conteúdos em TV aberta.

Tribuna do Norte 

Natal está apta para receber a tecnologia do 5G em julho


Foto divulgação


Natal e mais quinze capitais estão aptas para começar a operação da tecnologia do 5G em julho, segundo informações do Ministério das Comunicações (MCom). Ou seja, as sedes estaduais adaptaram suas legislações (ou já possuíam) para receber a nova geração de redes móveis, sendo elas Manaus, Fortaleza, Brasília, Vitória, São Luís, Campo Grande, Curitiba, Recife, Teresina, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Porto Velho, Boa Vista, Florianópolis e São Paulo.
As Câmaras Municipais e prefeituras dessas capitais alinharam suas normas à Lei Geral de Antenas (Lei nº 13.116/2015) e ao Decreto 10.480/2020, visando contemplar a necessidade para instalação de, no mínimo, uma antena para cada 100 mil habitantes. Essa infraestrutura chega a ser quatro vezes menor em relação às antenas 4G, levando-a a consumir menos energia e contribuindo para a sustentabilidade urbana.


No entanto, as cidades que ainda não atualizaram suas legislações poderão, eventualmente, se respaldar no Projeto de Lei 8518/2017, aprovado na Câmara dos Deputados, no dia 10 de maio, e que trata do "Silêncio Positivo". O texto prevê autorização para instalação de infraestrutura de telecomunicações em caso de não manifestação do órgão competente no prazo de 60 dias. A matéria foi remetida para o Senado Federal.


Prazo Estendido


O Conselho Diretor da Anatel aprovou, nesta quinta (2), a recomendação de prazo adicional de 31 de julho para 29 de setembro para a implementação da nova tecnologia nas capitais. O compromisso estabelecido no edital do leilão do 5G previa essa possibilidade, apontada pelo Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3.625 a 3.700 MHz (Gaispi), formado por representantes da Anatel, do MCom e de das empresas vencedoras do leilão.

Tribuna do Norte 

Edital de incentivo a intercâmbio científico oferece bolsas a estudantes do RN



Vinte estudantes do ensino superior do Rio Grande do Norte vão ter a oportunidade de estudar em instituições de ensino estrangeiras. Essa é a premissa do edital de estímulo à educação lançado na tarde desta sexta-feira (3) pelo governo estadual no IFRN de Pau dos Ferros. As bolsas serão concedidas pelo Programa RN de Qualificação Acadêmica Internacional por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (Fapern).

Serão R$ 450 mil investidos com recursos próprios para auxiliar no deslocamento e instalação de estudantes de graduação ou pós-graduação egressos de instituições potiguares públicas ou privadas.


Durante a solenidade de lançamento, a governadora ressaltou a importância do incentivo ao intercâmbio científico e ainda lembrou outras ações da defesa da educação potiguar, como a construção de 12 unidades do Instituto Estadual de Educação Profissional, Tecnologia e Inovação do Rio Grande do Norte (IERN) e a recente autonomia da UERN. 


A presidente da Fapern, Lúcia Sampaio, frisou o fato de a capacidade dos estudantes com frequência ser limitada pela falta de incentivo na educação daquele aluno. "Sobretudo o estudante interiorano, com vida geralmente mais difícil. Agora terrenos essa oportunidade ímpar".


Bolsas

 

O auxílio terá o valor de R$ 15 mil e R$ 30 mil, conforme o período e o plano de trabalho selecionado. O edital é válido para instituições de ensino de qualquer país. As inscrições serão abertas até o fim do mês.



Justiça cancela festa com Gusttavo Lima no interior da Bahia

A Justiça proibiu a prefeitura de Teolândia (BA) de realizar a Festa da Banana com shows de Gusttavo Lima e outras atrações neste fim de semana. Conforme o Estadão revelou, o município contratou o artista por R$ 704 mil no momento em que a população ainda enfrenta desastres provocados pelas chuvas. A prefeita Rosa Baitinga alegou que o sonho dela é conhecer o cantor.
foto reprodução




A decisão foi dada pela juíza Luana Paladino ontem após pedido do Ministério Público. A Justiça da Bahia determinou que a companhia de eletricidade do Estado suspenda o fornecimento de energia no local. Além disso, os equipamentos de som deverão ser lacrados, impossibilitando o uso. "Não se desconsidera a importância de proporcionar à população momentos de lazer", diz a juíza na decisão. "Contudo, a programação, como se encontra elaborada, apresenta aparente desvio de finalidade em razão da desproporção dos valores vertidos conforme amplamente fundamentado."



Na ação, a promotoria sustentou que a prefeitura deixou de socorrer a população para promover o evento e realizar o sonho da prefeita. A Festa da Banana vai custar mais de R$ 2 milhões aos cofres do município, valor superior ao montante repassado pelo governo federal para o enfrentamento dos desastres naturais na localidade. Conforme documentos apresentados pelo MP, o governo de Teolândia direcionou os recursos para o evento após informar à União não ter dinheiro para custear as ações emergenciais antienchente.


Presidente Jair Bolsonaro vem ao RN em 16 julho



O presidente Jair Bolsonaro (PL) virá ao Rio Grande do Norte para participar da “Marcha com Jesus pela Liberdade” no próximo dia 16 de julho. A informação foi dada pelo apoiador do presidente Coronel Hélio em entrevista ao Repórter 98 desta quinta-feira (02). O evento acontecerá a partir das 14h, no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Nevaldo Rocha, em Natal.

O presidente esteve a última vez no estado para a inauguração de uma estação ferroviária em Parnamirim, na região metropolitana de Natal, no dia 30 de março. Na ocasião, Bolsonaro foi acompanhado pelos ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional), Fábio Faria (Comunicações), João Roma (Cidadania), Ciro Nogueira (Casa Civil) deputados federais, prefeitos de cidades potiguares e líderes religiosos.

A inauguração da estação ferroviária foi a segunda visita de Bolsonaro ao estado em 2022. Em fevereiro, o presidente participou de uma solenidade em alusão à chegada das águas da transposição do Rio São Francisco e vistoriou as obras da barragem de Oiticica.

A primeira vez que Bolsonaro veio ao RN enquanto presidente foi em agosto de 2020, quando ele esteve em Mossoró para a inauguração de casas populares e em Ipanguaçu para a cerimônia de ampliação do sistema de abastecimento de água. Na ocasião, o presidente também anunciou expansão de internet gratuita em comunidades e entregou títulos de regularização fundiária. Em junho de 2021, o presidente voltou ao Estado, agora para uma visita técnica à Barragem de Oiticica, em Jucurutu.


98 fm

Covid-19: Sesap recomenda aplicação da quarta dose em maiores de 50 anos e profissionais de saúde



Considerando a recomendação emitida nesta quinta-feira (2) pelo Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) lançou uma nota informativa nesta sexta-feira (3) em que recomenda a vacinação imediata com a quarta dose da Covid-19 na população acima de 50 anos e em profissionais de saúde.

De acordo com a Coordenação de Vigilância em Saúde e Programa Estadual de Imunização existe uma tendência de redução da efetividade das vacinas contra a Covid-19 com o passar do tempo, desta forma, foi pactuado com a Câmara Técnica das Vacinas que sejam aplicados os imunizantes da Jansen, Astrazeneca e Pfizer a segundo dose do reforço (D4) a partir de 4 meses após a última dose do esquema vacinal primário.

98 fm 

Padre de Natal é afastado após caso com fiel ser exposto por mulher traída



A Arquidiocese de Natal comunicou nesta sexta-feira (3), através de nota oficial, que o padre Júlio Cézar Souza Cavalcante, pároco de Candelária, foi afastado de suas funções por tempo indeterminado. O padre tem 51 anos e foi ordenado em 1999. Ele é o responsável pelo Tribunal Eclesiástico e pelos processos de nulidade matrimonial.

A decisão foi tomada pelo arcebispo metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha, que determinou ainda a abertura de uma investigação para apurar a conduta do sacerdote.

O afastamento de Júlio Cézar ocorre no mesmo dia em que veio à tona o envolvimento do padre em um caso homossexual com um fiel.

Toda a situação foi exposta em um áudio vazado nas redes sociais. A identidade dos demais envolvidos será preservada pela reportagem. O PORTAL DA 98 FM também não vai divulgar o áudio.

No áudio, de pouco mais de 13 minutos, uma mulher procura o padre após descobrir que seu marido teve um caso com o sacerdote durante vários meses antes do casamento. O padre Júlio celebrou o casamento do casal, há 10 anos.

Na gravação, padre Júlio confessa que teve o caso com o homem e admite também que os dois tiveram relações sexuais. O homem também admite o caso. No áudio, o padre diz que se arrependeu e que, depois do casamento, o caso acabou.

“Foi uma fraqueza. Confessamos e prometemos que não ia ter mais em respeito a você”, diz padre Júlio no áudio, se dirigindo à mulher. Ele afirma, ainda, que teve outros casos antes do homem, mas que, depois desse, não ocorreu mais.

Padre Júlio afirma na gravação que, antes de celebrar o casamento do casal, já tinha “pedido perdão” a Deus pelo que aconteceu e diz também que se confessou. “Dali em diante, houve um compromisso de não ter. E não teve”, diz o padre no áudio.

A reportagem ainda não conseguiu localizar o padre.

Leia nota na íntegra:

“Tendo tomado conhecimento dos fatos que vieram à tona envolvendo o Pe. Júlio Cezar Souza Cavalcante, o Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, determinou o afastamento do referido sacerdote de todas as suas funções ministeriais exercidas na Arquidiocese de Natal, a fim de que possam ser apurados os fatos e tomadas as devidas providências. Também determinou que fosse aberta uma investigação prévia, conforme prescreve o Direito Canônico, para que sejam averiguadas as possíveis responsabilidades.
Rogamos ao Bom Deus que tudo seja esclarecido e, para o bem do povo de Deus, possa reinar a paz nos corações.”

Arquidiocese de Natal





Nem animais escapam da insegurança: Bandidos invadem fazenda em Ceará-Mirim para roubar touros

Homens armados invadiram uma fazenda em Ceará Mirim na madrugada deste sábado (4) para roubar touros. A informação é do Blog de Gustavo Negreiros. 
Segundo a notícia, os bandidos chegaram por volta da 1h e saíram às 4h30 com os animais na fazenda que fica logo após o distrito de Massaranduba. Ainda não foi divulgado quantos animais foram levados pelos bandidos. 

Vale lembrar que o roubo de animais tem sido uma atividae "não rara" por parte dos criminosos. No início do mês passado, o Portal 96 publicou o roubo de um animal também em Ceará-Mirim que depois foi encontrado em Ielmo Marinho. O touro era avaliado em mais de R$ 10 mil. 


Presos em flagrante com 75 kg de maconha com destino ao Mossoró Cidade Junina são soltos após audiência de custódia

Dois homens que foram presos em flagrante em operação conjunta das polícias Militar, PRF e MPRN nesta quinta-feira, 2, que apreendeu cerca de 75kg de maconha na cidade de Alexandria, com destino a ser comercializada no Mossoró Cidade Junina foram soltos após audiência de custódia na tarde desta sexta.
Segundo a decisão do juiz Ítalo Gondim, a liberdade provisória foi concedida após manifestação favorável do MPRN.

O magistrado deliberou que: “o flagrante foi homologado e foi concedida a liberdade provisória, tendo em vista as peculiaridades do caso concreto, dentre elas a existência de dúvida fundada a respeito do conhecimento (ou não) dos autuados sobre o conteúdo das caixas que transportavam, bem como em razão da ausência de pedido de prisão preventiva, o que impede sua decretação de ofício, sob pena de violar o princípio da imparcialidade e acusatório, conforme fundamentado no vídeo da audiência”.

A informação é do portal Justiça Potiguar