PESQUISA ESTE SITE

Total de visualizações de página

PESSOAS ONLINE



19 julho 2023

SERIDÓ SE TORNA CENÁRIO DA PRODUÇÃO DE 9 CURTAS-METRAGENS COM FOMENTO DO 6º CURTA CAICÓ






Uma das missões do Curta Caicó é o fomento à produção e interiorização do audiovisual no estado do Rio Grande do Norte. E, desde a sua primeira edição, o festival vem conquistando a adesão de cineastas residentes em municípios seridoenses. Nesta sexta edição, o Curta Caicó também investe no incentivo à formação e surgimento de novos(as) realizadores(as) dessa região.

A Mostra Seridó é uma das vitrines para esse estímulo e, a cada ano, é perceptível o aumento tanto na quantidade de inscrições, com cerca de 130 filmes inscritos desde o primeiro ano do festival, como também na melhora da qualidade técnica e estética dessa produção.

Visando estimular ainda mais a produção de filmes no Seridó, o festival realizou o 2º LAB RN (Laboratório para Jovens Roteiristas), que selecionou nove jovens realizadores(as) da região para consultoria de argumentos inspirados em “Mestres e Mestras da Cultura Popular”. A iniciativa só foi possível graças ao apoio do “Edital Transformando Energia em Cultura” da Neoenergia Cosern e Instituto Neoenergia, com recursos do Governo do Rio Grande do Norte, através do Programa Cultural Câmara Cascudo.

O LAB RN teve à frente da coordenação o renomado cineasta paraibano Torquato Joel que, juntamente com sua equipe de facilitadores, desenvolveu o tratamento dos argumentos e trouxe inspiração para desenvolvê-los em roteiros de curta-metragem.

Após essa etapa, os filmes passaram para a fase de produção, com as filmagens acontecendo nos meses de junho e julho nos municípios de Caicó, São João do Sabugi, Jardim do Seridó, Cruzeta e Jucurutu. Agora, os filmes partem para a etapa de montagem e pós-produção, com previsão de lançamento durante realização do 6º Curta Caicó, que será realizado entre os dias 03 e 08 de outubro.

Os(as) nove jovens beneficiados(as) vêm passando por todas as etapas necessárias à produção de um filme. Desde a elaboração do roteiro, acompanhamento das filmagens e agora da edição, contando com assistência técnica de profissionais da área em todo o processo. 

Para a produção dos filmes, o festival utiliza mão de obra local, estimulando o trabalho e o crescimento econômico na cadeia da economia criativa regional. O projeto comunga com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU – Organização das Nações Unidas, acreditando que o Seridó pode vir a se tornar um polo de produção audiovisual, tanto pela riqueza de suas narrativas e cenários, como pela qualidade dos profissionais que atuam na região.

*COLETIVO SERIDÓ SURGE COM OBJETIVO DE UNIR TALENTOS DA REGIÃO NA PRODUÇÃO DE FILMES*

A culminância desta edição do Curta Caicó será o lançamento dos nove filmes com os mestres e mestras da cultura popular durante a cerimônia de encerramento do festival. Após a exibição, os filmes serão distribuídos em festivais de todo o Brasil com o selo “Coletivo Seridó”.

A ideia de criar um coletivo para a produção de filmes locais surgiu durante o LAB RN, contando com o interesse dos selecionados para o laboratório e os realizadores que estão filmando e editando os filmes do festival.

“Pensamos na ideia de criar um coletivo para unir forças com as pessoas que tenham interesse em produzir filmes no Seridó. Esse nome, inclusive, já surge com a força da região que possui características empreendedoras por natureza além de ser cenário de expressões artísticas muito fortes e com reconhecimento nacional. E o Coletivo Seridó já surge forte com o lançamento dos nove filmes produzidos no LAB RN e os curtas realizados nas oficinas nas escolas”, ressaltou Raildon Lucena, diretor e idealizador do Curta Caicó.

O coletivo surge em meio às possibilidades de fomento de editais de incentivo como a Lei Paulo Gustavo, que terá um montante de 70% dos seus recursos para a produção audiovisual, além da Lei Aldir Blanc 2, que deverá ser lançado ainda em 2023. Segundo Diego Vale, que é produtor executivo do Curta Caicó, o Coletivo Seridó surge em um momento importante onde o segmento cultural está em momento de efervescência. “O Coletivo vai reunir talentos seridoenses na produção de histórias e narrativas para o Seridó”.

Os mestres homenageados no festival com seus respectivos realizadores são os seguintes: de Caicó: Magão Silva (filme de Júlio Oliveira), Mãe Elizama de Oxum (filme de Santana Taciana), Possidônio Silva (filme de Igor Gomes) e Lourdinha Medeiros (filme de Caru Fernandes); de São João do Sabugi: “Tutuca de América” (filme de Romualdo Calisto) e Geraldo Franklyn (filme de Espedito Victor); de Cruzeta: “Mestre Marcelino de Zé Limão” (filme de Catarina Calungueira); de Jardim do Seridó: Antônio Canuto “Motor” (filme de Julhin de Tia Lica) e de Jucurutu: Augusto Diniz (filme de Saulo Medeiros).

O 6º Curta Caicó é uma realização da Agência Referência, com patrocínio da Neoenergia Cosern, Instituto Neoenergia e Governo do Rio Grande do Norte, através do Programa Cultural Câmara Cascudo, além de apoio do Sistema Fecomercio RN, através do SESC RN.

AEROPORTOS DE MOSSORÓ E CAICÓ TERÃO INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURA

POR ISMAEL JEFFERSON

A governadora Fátima Bezerra anunciou investimentos para os aeroportos de Mossoró e Caicó. A confirmação veio após audiência na manhã desta terça-feira (18) com o presidente da Infraero, Rogério Amado Barzellay, em Brasília. 

"Garantimos os recursos pra darmos início à primeira fase de investimentos para a infraestrutura do aeroporto de Mossoró e em seguida, de Caicó. Seguiremos avançando por uma infraestrutura aérea robusta para o RN", escreveu a governadora nas redes sociais.

O encontro com o presidente da Infraero, segundo a governadora, serviu para buscar melhorias para a infraestrutura aeroviária do Rio Grande do Norte.

A Infraero assumiu a gestão e operação do Aeroporto de Mossoró desde o fim do ano passado. O plano de gestão anunciado já previa a realização de melhorias na infraestrutura e atração de investimentos para a captação de recursos.

Já o Aeroporto Rui Mariz, em Caicó, está interditado desde janeiro do ano passado. As adequações do equipamento são cobradas pelos moradores locais e pela classe política.

Em março, profissionais de Operações e Engenharia da Infraero estiveram em Caicó em uma missão conferida pelo Governo do Estado. O objetivo foi de realizar um Diagnóstico Situacional para apontar necessidades e ações para o retorno das operações no aeroporto.

Fonte: Tribuna do Norte 

RADIALISTA GEAN CARLOS DIZ, QUE SEU NOME ESTÁ GARANTIDO COMO UMA NOVA OPÇÃO NA DISPUTA PELA PREFEITURA DE IPANGUACU EM 2024

POR ISMAEL JEFFERSON

Repórter cidadão Gean Carlos deverá disputar a prefeitura de Ipanguaçu em 2024,Gean Carlos tem muito conhecimento dentro e fora da política e vem se preparando para enfrentar o seu primo e atual prefeito Remo Fonseca que tentará reeleição ano que vem,Gean Carlos tem conversado com várias lideranças e amigos de várias comunidades de Ipanguaçu,Gean Carlos buscará diálogo com outros pré candidato a prefeito de Ipanguaçu que fazem parte da oposição e poderá ter o apoio dos ex prefeitos José de Deus e valderedo Bertoldo,vale lembrar que Gean Carlos e filiado ao PDT de Ciro Gomes e Roberto Cláudio ex prefeito de Fortaleza com quem Gean Carlos tem conhecimento e amizade.