PESQUISA ESTE SITE

Total de visualizações de página

PESSOAS ONLINE



18 agosto 2023

Presos pela PRF com quase 22 quilos de cocaína em Mossoró, tem pedidos de liberdade negados durante audiência de custódia na justiça


Raimundo Braz da Silva Júnior, 48 anos, natural de Ceará Mirim/RN e Márcio Alfredo da Silva, 43 anos, natural de Currais Novos/RN, presos pela PRF na madrugada da última quarta feira (16) em Mossoró, passaram por audiência de custódia e teveram os pedidos de liberdade provisória negados pela justiça.

Os dois foram presos, durante uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal, no Km 78 da BR 304, por volta de 00h20min e quando da revista ao veículo, os agentes encontraram 21 quilos e 987 gramas de cocaína pura, droga avaliada em mais de 3 milhões de reais.

Raimundo Braz, era foragido da justiça e estava com mandado de prisão em aberto na Comarca de Ceará Mirim e segundo a PRF no momento da abordagem ele se apresentou com documentos falsos. O mesmo foi transferido na tarde desta quinta feira, para a Penitenciária Mário Negócio e deverá ser recambiado para o presídio em Ceará Mirim.

Já Márcio Alfredo, vai permanecer custodiado na Cadeia Pública de Mossoró. O advogado dele informou ao Blog Fim da Linha, que vai entrar com pedido de Habeas Corpus, junto à justiça, para tirar seu cliente da prisão.


Fim da linha 

Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão em casa de suspeito de ameçar ministro do STF

POR ISMAEL JEFFERSON

Agentes da Delegacia da Polícia federal em Mossoró, cumpriram nesta quinta feira 17 de agosto de 2024, na cidade, um mandado de busca e apreensão expedido pela justiça, na casa de um homem suspeito de ameaçar o ministro do STF, Alexandre de Morais.

O mandado foi expedido pela 8ª Vara de Justiça Federal do Rio Grande do Norte, para apurar os crimes de ameaça e promoção ao terrorismo. O alvo do mandado foi um homem, cuja identidade não foi revelada e que se dizia ser integrante da organização terrorista Al-Qaeda.

Através de um vídeo divulgado nas redes sociais, o homem proferiu xingamentos e ameaças de morte contra o ministro da suprema corte e externava o desejo de explodir uma grande bomba em nome do grupo criminoso.

De acordo com informações, as ameaçadas também foram direcionadas à Polícia Federal. As investigações seguem em total sigilo.

Fim da linha 

Alô prefeitura do Assú, vamos colocar segurança? Os vendedores da feira livre estão sofrendo sendo roubados!

POR ISMAEL JEFFERSON
Em menos de dois dias, a feirante Sirlene, foi vítima de arrombamento e o prejuízo soma R$ 1.100 reais. Na madrugada de hoje, criminosos arrombaram a freezer e levaram carnes compradas no dia anterior. A comediante se emociona e não sabe mais o que fazer. 

A prefeitura, através da secretaria de desenvolvimento econômico, responsável pela feira, disse em 12 de Julho do corrente ano, que o problema seria resolvido, buscando um vigia para ser implementado no local o mais rápido possível e até agora, nada resolvido. Comerciantes no prejuízo sem saber o que fazer.

A polícia militar vêm reforçando o patrulhamento na área para prender os criminosos. Um boletim de ocorrência foi confeccionado.

Quem tiver interesse em ajudar à comerciante, basta enviar um PIX de qualquer valor - Chave PIX Celular 84 996545875 em nome de Sirlene Albano de Souza.



Secretaria de Saúde do RN anuncia abertura de 35 leitos para tentar esvaziar corredores do Hospital Walfredo Gurgel

POR ISMAEL JEFFERSON

A Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) anunciou nesta quinta-feira (17) que deverá abrir 35 leitos em até dois meses como uma das medidas necessárias para reduzir a superlotação do Hospital Walfredo Gurgel, em Natal.

Na manhã desta quinta-feira (17), 19 pacientes estavam nos corredores da maior unidade hospitalar do estado, por falta de leitos.

A proposta de acordo foi apresentada dentro de um processo judicial de 1999 e aprovada pelo Ministério Público. Com isso, o acordo deve ser homologado pelo Poder Judiciário.

A previsão é de abertura de 20 leitos de ortopedia, a curto prazo, no Hospital Dioclécio Marques, em Parnamirim, na Grande Natal. A expectativa é de que isso possa ocorrer em até 15 dias.

A médio prazo, o estado ainda prevê a abertura de 15 leitos no quinto andar do Hospital Walfredo Gurgel, o que ainda depende de convocação de aproximadamente 50 profissionais concursados. A previsão do governo é de seriam necessários dois meses para abertura desses leitos.

Segundo a secretária de Saúde, Lyane Ramalho, a convocação dos concursados só poderá ocorrer com a homologação do acordo na Justiça, para não ferir o limite prudencial de gastos com pessoal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

"A gente sai desta manhã com muita esperança inclusive de, nesses próximos dias, a gente estar numa outra situação aqui, de avançar para uma estabilidade, de termos corredores vazios, sabendo que esse é o maior hospital do estado e de vez em quando a gente vai ter ciclos de maior pressão aqui na porta do Walfredo Gurgel", disse a secretária.

Lyane Ramalho, ainda reforçou que municípios da região metropolitana precisam atender a demanda de pacientes ortopédicos de baixa complexidade, que têm sido atendidos pelo hospital, embora não façam parte do perfil de atendimento da unidade.

"A gente ainda precisa resolver o problema da barreira sanitária ortopédica, que é a instalação de serviços que possam atender pacientes que estão entrando aqui no Walfredo Gurgel e que não são perfil do Walfredo Gurgel", ressaltou.

De acordo com o diretor do hospital, Tadeu Alecar, as medidas anunciadas deverão contribuir para o esvaziamento dos corredores. O aumento de leitos significa também o aumento de cirurgias, segundo explica. Atualmente a unidade não teria condições de aumentar o número de cirurgias realizadas diariamente, porque não tem para onde mandar os pacientes operados.


"Ajuda muito, mas a gente sabe que a solução definitiva é com os municípios, principalmente Parnamirim, Macaíba e São Gonçalo do Amarante, que precisam ficar com os pacientes da baixa complexidade em ortopedia, que é o que está superlotando nossos corredores e não é nosso perfil. Nosso perfil é AVC, politraumatizados e grandes queimados. Fraturas de braço, de perna, fraturas simples, têm sido 70% dos nossos atendimentos", disse o diretor.


A promotora Iara Pinheiro, do Ministério Público, considerou que o prazo apresentado pelo estado é razoável e foi favorável ao acordo.


"O prazo de até 60 dias é muito satisfatório, que atendeu às expectativas do Ministério Público como sendo uma resposta viável e possível para o enfrentamento real desse problema", considerou.


G1/RN

PF faz busca e apreensão no RN contra suspeito que ameaçou explodir bomba em nome da Al- Qaeda e matar ministro do STF

POR ISMAEL JEFFERSON


A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta-feira (17), na cidade de Mossoró, na Região Oeste do Rio Grande do Norte, um mandado de busca e apreensão contra uma pessoa que se autointitulava terrorista, ameaçou um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) de morte e externou a intenção de explodir uma bomba em nome da Al-Qaeda.

O mandado de busca e apreensão foi expedido pela 8ª Vara de Justiça Federal do Rio Grande do Norte.

A investigação da Polícia Federal é para apurar os crimes de ameaça promoção ao terrorismo.

De acordo com a PF, o alvo do mandado judicial se autointitulava integrante da organização terrorista Al-Qaeda e ameaçou um ministro do STF através das redes sociais, onde também publicava xingamentos. O ministro em questão não teve o nome divulgado pela PF.

Além da ameaça ao ministro, a investigação apontou que ele tinha externado a intenção de explodir uma "grande bomba" em nome do Al-Qaeda.

A Polícia Federal informou que as investigações seguem em sigilo.



G1/RN


Justiça do RN anula sentença que retirava direitos políticos de Rogério Marinho por contratação de funcionária fantasma na CMN

POR ISMAEL JEFFERSON



A Justiça do Rio Grande do Norte acatou um recurso da defesa do senador pelo estado Rogério Marinho e anulou o trecho da sentença que condenava o parlamentar à perda dos direitos políticos e da função pública por um suposto esquema de contratação de funcionários fantasmas na Câmara Municipal de Natal, quando era vereador.

Na decisão, o juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas tornou "sem efeito as sanções de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por 8 anos, multa civil e proibição de contratação com o Poder Público ou recebimento de benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios".

Marinho havia sido condenado em junho deste ano, em primeira instância, à perda do mandato por um susposto esquema de contratação de funcionários fantasmas na CMN, que teria ocorrido entre os anos 2004 e 2007.

Quando ocupava o cargo de vereador, Marinho, segundo a Justiça, teria sido "padrinho" na contratação de uma médica que, segundo a sentença, nunca trabalhou na CMN, mas constava na folha salarial da Casa.

Na nova decisão, o juiz manteve a obrigação do ressarcimento ao erário de 100% da remuneração paga à servidora durante esse período.

A assessoria de comunicação do senador Rogério Marinho disse que o parlamentar ficou ciente da decisão, mas que não vai se pronunciar a respeito.

Na decisão, o juiz realça "que a presente demanda fora ajuizada em 19 de dezembro de 2014 e que o mandato de vereador do requerido Rogério Simonetti Marinho se encerrou no dia 31 de janeiro de 2007, termo a partir do qual deve ser iniciado o curso do prazo prescricional de 5 anos, que, a toda evidência, transcorreu".

Marinho havia sido condenado por atos de improbidade administrativa que causam lesão ao erário, diante de qualquer ação ou omissão que cause perda patrimonial, desvio, apropriação, malbaratamento ou dilapidação dos bens ou haveres da entidade.

Além dele, o atual vereador de Natal Bispo Francisco de Assis havia sido condenado pela contratação de funcionários fantasmas nesse período - a condenação dele foi mantida. Outros cinco ex-vereadores também foram condenados na sentença e os ex-vereadores Salatiel de Souza e Edivan Martins foram absolvidos no processo.

Esquema apontado na condenação
A sentença judicial afirmou que, o hoje senador, Rogério Marinho cometeu o ato de improbidade administrativa, causando dano ao erário, ao contratar, como servidora da CMN, uma médica, que trabalhou, segundo a sentença, para uma clínica particular na Cidade da Esperança, em Natal.

Segundo a sentença, Marinho "utilizou verbas da Casa Legislativa para custear o funcionamento da clínica particular na qual prestava atendimento médico gratuito aos seus eleitores".

Na ação é citado que médica disse que nunca trabalhou na Câmara e que prestou serviços à clínica entre 2004 e 2007. Já morando em Porto Alegre, ela descobriu "era paga uma remuneração em seu nome pela Câmara de Vereadores porque houve uma pendência na Receita Federal" na declaração do imposto de renda.

A médica informou ainda que um advogado a ligou para pedir para ela confirmar que era funcionária da CMN, mas ela se negou. A médica informou também que nunca teve contato com Rogério Marinho, mas apenas com uma parente e depois com uma administradora da clínica.

Segundo ela, o dinheiro era pago inicialmente em espécie na clínica e depois através do crédito em conta e que "no extrato não tinha a informação de que o crédito era feito pela Câmara de Vereadores". Para o trabalho na clínica, segundo ela, “não existia contrato de trabalho, mas um acordo". Ela disse que "acreditava que os depósitos feitos em sua conta seriam provenientes dos serviços prestados na clínica".

A Justiça concluiu que Marinho incluiu “de fachada”, a servidora e que ela "não tinha ciência do vínculo mantido com a Casa Legislativa e jamais chegou a exercer, regularmente, as atribuições dos cargos para os quais foi nomeada, o que evidencia a má-fé e o dolo que revestem a conduta do réu".

 
G1/RN

Churrascaria Gaúcha emite Nota de Pesar pelo falecimento do funcionário Cleomaldo

POR ISMAEL JEFFERSON