PESQUISA ESTE SITE

Total de visualizações de página

PESSOAS ONLINE



27 agosto 2023

A bruxa tá solta: noite do domingo (27) foi de registro de muitos acidentes na região do Vale do Açú no interior do RN

POR ISMAEL JEFFERSON
Foto- Jalisson Ferreira 

A região do vale do Açú, foi marcada com registro de vários acidentes na noite deste domingo (27).

ANIMAL SOLTO NA RN-233 CAUSA COLISÃO VIOLENTA ENTRE DOIS CARROS ENTRE ASSÚ E PARAÚ

Registrado na noite de domingo, 27 de Agosto de 2023, um acidente violento na RN-233 entre os municípios de Assú e Paraú, foi provocado por uma vaca solta na rodovia estadual. A reportagem do ASSÚ NOTÍCIA coletou informações exclusivas sobre o ocorrido, e conforme às informações, um homem conduzia um veículo modelo toro de cor vermelha e seguia sentido Assú/Paraú, quando houve à forte colisão em uma vaca que estava na pista. Com o forte impacto no animal, o motorista perdeu o controle da toro e passou a ir para o meio da pista, havendo a forte batida no siena, que seguia sentido contrário.

A forte batida, chegou à jogar o veículo siena preto para fora da pista de rolamentos, enquanto a vaca morreu fora da pista, bastante destruída. A vítima do siena, é morador da cidade de Paraú, e não foi oficialmente identificado.

O carro modelo toro, ficou com a frontal literalmente destruída, podendo considerar como perca total do veículo. Os motoristas, aparentemente não sofreram ferimentos graves pelo corpo, somente um deles teria possivelmente fraturado um dos braços, mas, estava consciente.

A viatura do corpo de bombeiros de Assú, uma ambulância do hospital de Paraú e uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU, se deslocaram para o local e atenderam às vítimas.

ACIDENTE ENVOLVENDO CARRO E MOTO É REGISTRADO NA RN-016 NA MUTAMBA DA CAEIRA

Foi registrado na noite de domingo, 27 de Agosto de 2023, um acidente de trânsito na RN-016, na altura da comunidade de Mutamba da Caeira, na zona rural de Assú. Conforme relatos colhidos com exclusividade pelo ASSÚ NOTÍCIA, um veículo tipo Ford Ka e uma motocicleta, se envolveram no acidente.

A equipe do Núcleo de Policiamento Rodoviário Estadual - NORE, foi acionada até o local para atender à ocorrência da colisão frontal. Os policiais de trânsito verificou-se que o condutor da motocicleta, identificado como Francisco Caio de Souza de Farias, de 28 anos de idade, apresentava fortes sinais de embriaguez, e devido à essa constatação, a viatura do NORE se deslocou até Mossoró para conduzir o motociclista para à delegacia de plantão.

O acidente resultou em danos materiais e somente o motociclista sofreu arranhões pelo corpo, mas, sem gravidade. A ocorrência foi parar na delegacia em Mossoró.

PASSAGEIRO PEDE PARA MOTOCICLISTA PARAR VEÍCULO ALEGANDO PASSAR MAL NA RN-016 EM ASSÚ

 Dois homens estavam em uma moto, na RN-016 saindo da Lagoa do Ferreiro de Dentro, com destino ao Centro de Assú, na noite de domingo, 27 de Agosto de 2023, por volta das 18hs, quando o passageiro identificado como GE do carro de som, alegou ao condutor da moto que parasse o veículo de duas rodas, em razão do mesmo está passando mal.

Populares disseram que o condutor parrou, e GE do carro de som, teria descido da moto, e acabou caindo próximo a pista, após passar mal. Ainda conforme informações no local, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU foi acionado para atender o paciente, que foi levado para a UPA do Alto São Francisco.

Visivelmente, o homem não apresenta nenhuma lesão pelo corpo, e será avaliado pela equipe médica da UPA. Um diagnostico da equipe de profissionais da UPA, deverá trazer a causa. Não há informações se GE estaria fazendo o uso de bebida alcoólica antes do ocorrido.

O condutor da moto, permaneceu no local, e até comunicou via ligação, aos familiares do GE, o ocorrido.

Uma mulher que estava no local, ao perceber a presença da reportagem gravando vídeo, exibiu o dedo, fazendo encenação para as câmeras que registrou o momento do ato desrespeitoso com a nossa equipe. O vídeo pode ser visto logo abaixo desta matéria.

A informação do balanço está no Assú Notícia



Ditadura do Toga: Moraes proíbe qualquer contato de Mauro Cid com Bolsonaro e Michelle

POR ISMAEL JEFFERSON

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), proibiu nesta sexta-feira (25) que Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, tenha qualquer tipo de contato com o ex-presidente, a ex-primeira dama Michelle Bolsonaro investigados nos inquéritos que apuraram desvios de presentes de governos estrangeiros recebidos na gestão de Bolsonaro e os atos de 8 de janeiro.

A decisão do ministro também diz respeito à concessão de contato de Cid com sua esposa, Gabriela Cid. O ex-ajudante está preso em Brasília por conta da investigação que apura a suposta fraude no cartão de vacina de Bolsonaro. 

Moraes baseou-se em um relatório da Polícia Federal que cita conversas ocorridas a partir da perícia feita no celular de Mauro Cid. As mensagens tratam de falas que incentivariam atos antidemocráticos contra o resultado das eleições presidenciais de 2022, com vitória de Luiz Inácio Lula da Silva.

Mais cedo, Mauro Cid prestou depoimento à Polícia Federal (PF) sobre a visita que o hacker Walter Delgatti teria feito, no ano passado, ao então presidente Bolsonaro, no Palácio da Alvorada, durante o período eleitoral.

Agência Brasil.

Começou o jogo: Governadora é denunciada ao MPRN por atrasos dos consignados

POR ISMAEL JEFFERSON

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), foi denunciada ao Ministério Público Estadual (MPRN) nesta sexta-feira (25) por suposto ato de improbidade administrativa relacionado ao não repasse das parcelas dos empréstimos consignados dos servidores estaduais, dinheiro que é descontado dos salários deles em contracheque. A representação foi formalizada pelo deputado estadual Luiz Eduardo (SDD) e inclui ainda o ex-secretário do Planejamento, Aldemir Freire e o secretário de Administração, Pedro Lopes. O documento foi entregue à Procuradora Geral de Justiça, Elaine Cardoso.

O ato de improbidade se configura quando o agente público atenta contra o erário, resultando em enriquecimento ilícito ou atentam contra os princípios da administração pública. Pela atualização da lei, ocorrida em 2021, para que os agentes públicos sejam responsabilizados é preciso se comprovar que houve dolo (intenção), ou seja, a vontade livre e consciente de alcançar o resultado ilícito, não bastando a voluntariedade ou o mero exercício da função.

Na terça-feira (22) o Banco do Brasil comunicou ao Sindicato dos dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Estado (Sinsp/RN) que mais uma vez os empréstimos para os servidores estão bloqueados, fat que vem ocorrendo com frequência e pela mesma razão.
Ao julgar a gravidade da situação, o deputado Luiz Eduardo, que já havia se pronunciado sobre o atraso nos consignados na sessão plenária do dia seguinte, resolveu procurar o MPRN. “É terrível essa situação. Mês está liberado, mês não está liberado e é incrível como esses problemas têm sido recorrentes”, lamenta o deputado.

Além disso, há uma convocação na Assembleia Legislativa do Estado para que o secretário de Estado da Fazenda, Carlos Eduardo Xavier, dê explicações na Comissão de Administração, Serviços Públicos, Trabalho e Segurança Pública. A sessão com o auxiliar do governo será no próximo dia 6 de setembro. “Vamos nos preparar para que nessa convocação a gente possa realmente extrair e fiscalizar de fato esses recorrentes cancelamentos dos consignados do Banco do Brasil”, pontuou o parlamentar.


Segundo o Sinsp, o secretário da Fazenda havia explicado que uma falha referente às datas para os débitos ocasionou o último bloqueio. Para sanar o problema, o Estado havia pedido ao Banco do Brasil para alterar a data de débito dos empréstimos junto ao banco. Contudo, essa explicação confronta as respostas que o próprio banco tem dado ao sindicato, de que o Estado não repassava os valores das parcelas dos servidores há dois meses.

No fim de julho deste ano, a instituição já havia suspendido a concessão dos empréstimos sob a mesma justificativa de atrasos nos repasses realizados pelo Governo do Estado que, por sua vez, prosseguiu realizando o desconto nos vencimentos dos servidores.

A presidente do Sinsp, Janeayre Souto, disse que a entidade não se manifestaria sobre a representação do deputado contra a governadora e secretários, mas voltou a cobrar a regularidade dos repasses. “Nós, do Sinsp queremos um basta nos recorrentes bloqueios dos empréstimos consignados. Os servidores não agüentam mais conviver com a dúvida e a dívida que não é paga pelo governo. Isso não é brincadeira. O dinheiro privado é retirado dos servidores para fazer a gestão do Estado”, enfatizou.

O sindicato tem denunciado o problema com frequência, inclusive reforçando que sem o repasse dos valores descontados em folha, o banco continua cobrando aos trabalhadores as parcelas pendentes de pagamento, podendo gerar a negativação de de seus nomes nos cadastros de proteção ao crédito.

O secretário de Comunicação do Governo do Estado respondeu em nota sobre a denúncia do deputado. “O Governo da Professora Fátima Bezerra é pautado pela responsabilidade e lisura. Mesmo diante das dificuldades, o trabalho de reconstrução do RN continua. Nenhuma tentativa de criar fato político vai desviar o foco do governo em garantir o desenvolvimento social sustentável para o povo do Rio Grande do Norte”, diz a nota.

Caberá ao Ministério Público a exclusividade para propor ação de improbidade e a possibilidade de celebrar acordos, e ao juiz a opção de converter sanções em multas.


Tribuna do Norte 

Hospital recebe coração para transplante e Faustão é operado neste domingo

POR ISMAEL JEFFERSON

O hospital Albert Einstein, em São Paulo, recebeu, neste domingo (27), um coração para transplante e, com isso, o apresentador Fausto Silva, o Faustão, foi operado. O hospital informou, em boletim médico, que foi acionado pela Central de Transplantes do Estado de São Paulo na madrugada de hoje, “quando foi iniciada a avaliação sobre a compatibilidade do órgão, levando em consideração o tipo sanguíneo B”.

Segundo os médicos responsáveis, a cirurgia foi realizada com sucesso e Faustão permanecerá na UTI, pois as próximas horas são importantes para "acompanhamento da adaptação do órgão e controle de rejeição”. O apresentador está internado desde o dia 5 de agosto.

Em boletim médico divulgado anteriormente, a equipe do hospital Albert Einstein detalhou um quadro de prioridade de Faustão para o procedimento. O apresentador estava sob cuidados intensivos, fazendo uso de medicamentos para auxílio na força de bombeamento do coração.

Ele também estava sendo submetido a diálise, processo artificial para remover os resíduos e excesso de líquidos do corpo, necessário quando os rins não estão funcionando adequadamente.

Sem receita, prefeitos do RN vão gritar em praça pública

POR ISMAEL JEFFERSON

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) já conta com adesão de 140 prefeitos à manifestação contra a redução do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), número que pode crescer até a manhã de quarta-feira (30), dia do ato público em frente à Assembleia Legislativa, justamente quando cai a terceira e última cota de agosto nas contas das prefeituras de todo o país.

O presidente da Femurn, Luciano Santos, informa que o ato público a partir das 9 horas do dia 30, os prefeitos pedirão apoio dos deputados à pauta de reivindicação dos prefeitos, que inclui o reajuste em 1,5% do rateio do FPM, que hoje é de 22,5% e passaria a 24%.

As prefeituras paralisam os serviços administrativos por 24 horas, mas mantêm os serviços essenciais da saúde, as escolas fecham as portas, mas os professores permanecem em sala de aula em atividades pedagógicas. 

Luciano Santos diz que “mais de 90% das prefeituras do Rio Grande do Norte têm no FPM a principal fonte de receitas “para cobrir suas despesas e necessidades de custeio da máquina pública, inclusive para complementos das folhas de pessoal das áreas de saúde e educação”.

No entanto, segundo Santos, a queda do FPM em 1/3 na primeira cota de agosto em relação ao mesmo período do ano passado e da segunda cota em 10 de agosto, devem comprometer a prestação de serviços à população e atraso de pagamento de pessoal já este mês em alguns municípios.
Santos disse que a paralisação envolve a maioria dos pequenos municípios de todo o Brasil, principalmente na região Nordeste, que pleiteiam, ainda, imunidade tributária para aquisição de insumos e equipamentos, tratamento diferenciado na contribuição previdenciária, vez que contribuem com 21% da mesma forma que os grandes municípios que contam com receitas próprias.

Segundo Santos, a CNM fez levantamento da situação financeira junto aos municípios de todo o país e em relação ao Rio Grande do Norte constatou que “65% das prefeituras estão no vermelho e com certeza terão dificuldades para honrar pagamento com fornecedores e salários de servidores”.

“É um efeito dominó, porque atinge a economia do estado, diminui a arrecadação e todos saem perdendo, as pessoas vivem nos municípios, precisam da saúde básica, transporte escolar, a vida acontece nos municípios, que ficam só com 22,5% da massa arrecadatória do Imposto de Renda e do IPI, mais de 60% fica com a União, por isso reivindicação de mais 1,5% do FPM”.

“A mobilização é pra dizer a população que nos apoiem, porque isso se reverte em politicas e ações públicas nos municípios”, avisou Santos, que continuou: “Estamos dizendo à sociedade que do jeito que esta não dá, os preços dos insumos aumentaram substancialmente, assim como as despesas com pessoal vêm aumentando e as receitas declinando”.

Santos acrescenta que as prefeituras, assim como a população, estão sendo vitimas de um sistema tributário, ue “massacra a vida das pessoas nos municípios, os prefeitos não estão brigando por eles, estão brigando para atender com politicas públicas essenciais às vidas das pessoas”.

Prefeito relata que a conta não fecha

O presidente da Associação dos Municípios do Alto Oeste, Rivelino Câmara, diz que são 37 prefeituras associadas e 28 são de coeficiente 0.6, a menor conta do FPM, que “praticamente só contam com esses recursos, na hora em que o Fundo de Participação cai e as despesas só aumentam, a conta não fecha”.

Rivelino Câmara administra o município de Patu e diz que os recursos do FPM “é usado pra tudo, quando cai, começa atrasar salário, pagamento de fornecedor, começa a criar toda uma dificuldade para gestão”.

Agora, segundo Câmara, a crise financeira dos municípios é agravada por entendimento dos prefeitos, com o atraso de repasses de emendas parlamentares pelo governo federal, que destina 50% do valor para o custeio da saúde nos municípios.

“Na hora em que esses recursos de emendas não entram, os municípios começam a usar recursos próprios para a saúde de FPM e ICMS”, conta Rivelino Câmara.

Esses recursos de receitas próprias, alertou Câmara, são retirados do custeio da folha de pessoal, manutenção da máquina pública e outras ações. 

No caso específico de Patu, o prefeito diz que a manutenção do hospital municipal custa mensalmente R$ 482 mil, mas recebe somente R$ 33 mil de transferências federais. “Tenho que arrumar R$ 450 mil para fechar essa conta do hospital, como não tenho esse custeio até hoje, tenho de arrumar de recursos próprios”, diz.

Câmara diz que recebeu transferências para a saúde até novembro do ano passado, mas desde dezembro, com a mudança de governo, que não ocorre esse repasse da saúde. 

Dados da Confederação Nacional dos Municipios (CNM) indicam que o total de emendas (emendas de custeio e emendas de capital), caiu de 58%, passando de R$ 13,24 bilhões em 2022 para R$ 5,62 bilhões este ano.

Já o pagamento de emendas destinadas exclusivamente à saúde caiu 73% no primeiro semestre (aproximadamente R$ 7,8 bilhões), queda mais acentuada do que o total de emendas pagas (58%). A redução foi mais acentuada nas emendas de saúde correntes (destinadas ao custeio) e, em especial, nos pequenos Municípios (queda de 75% em 2023).


Deputados apoiam ato municipalista 

A classe política já antecipa apoios à paralisação dos prefeitos contra a redução do FPM e por mais participação no bolo tributário nacional. O coordenador da bancada federal do Rio Grande do Norte, deputado federal Benes Leocádio (União), disse, nas redes sociais, que “soma apoio aos municípios potiguares e brasileiros em manifestação contra a redução do FPM, as prefeituras vão parar para mostrar que sem FPM não dá para gerir os municípios, não dá para servir à população”.

O deputado federal Robinson Faria (PL-RN) disse também que “o Brasil é um país continental, cada lugar tem a sua própria identidade e realidade, ninguém conhece mais um município e seus problemas do que seu povo e seus representantes”. 

Por isso, acrescentou Robinson Faria, que defende uma autonomia maior dessas regiões e o FPM garante essa autonomia: “O momento é de unir forças e construir um diálogo junto aos prefeitos, deputados e demais representantes para chegarmos a um denominador comum”.

Faria afirmou, ainda, que “tem recebido autoridades e participado de audiências sobre o tema na câmara federal para ajudar a encontrar uma solução o quanto antes”.

Na Assembleia Legislativa o deputado José Dias disse em plenário, por exemplo, que a crise financeira vivenciada, atualmente, por municípios do Rio Grande do Norte e do país já estava prevista: “Infelizmente fizemos essa referência na campanha eleitoral com muita ênfase, de que os prefeitos deviam fazer um registro histórico da administração pública federal no Brasil, e tivemos, realmente, no governo anterior uma transferência gigantesca de renda para estados e municípios”.

José Dias relembra que no governo do presidente Jair Bolsonaro (2019/2022) em torno de 90% dos municípios “estavam no vermelho”, mas essa situação se inverteu, “o mesmo percentual aproximadamente passou para o azul”, porque “houve uma injeção muito grande de transferências federais”.

Para José Dias, é evidente que pela experiência de governos passados, anteriores a Bolsonaro, “sabíamos que isso não vai acontecer” durante o governo atual. “O que vai acontecer é que a própria arrecadação federal, com toda a divulgação fantasiosa de desenvolvimento e de aumento de receitas, está caindo acentuadamente e que é base para a transferência do Fundo de Participação”, disse ele.

“O que é mais grave”, opina Dias, é que além dessas perdas de todos os municípios brasileiros, no Rio Grande do Norte “temos perdas diferentes de outros estados e ai cabe aos municípios uma ação para recuperar as perdas que o governo estadual impôs”, a começar pelo Proedi que os municípios foram obrigados, inconstitucionalmente, a abrir mão de recursos de ICMS.

“A Assembleia e nem o Estado podem dispor de recursos estaduais e municipais para fazer incentivo fiscal”, declarou Dias, apesar de ter protestado na Casa, “mas não houve uma ação dura dos municípios”.

Agora, continuou o deputado tucano, está se vendo o resultado. “As transferências federais feitas para compensar a perda de receita, a participação dos municípios é sagrada, mas o estado promete transferir em parcelas”, criticou.

José Dias também abordou, no meio da semana, a questão dos fundos financeiros nas áreas de educação e saúde, que o governo estadual continua devendo aos municípios.

“O que é mais grave”, opina Dias, é que além dessas perdas de todos os municípios brasileiros, no Rio Grande do Norte “temos perdas diferentes de outros estados e ai cabe aos municípios uma ação para recuperar as perdas que o governo estadual impôs”, a começar pelo Proedi que os municípios foram obrigados, inconstitucionalmente, a abrir mão de recursos de ICMS.


“A Assembleia e nem o Estado podem dispor de recursos estaduais e municipais para fazer incentivo fiscal”, declarou Dias, apesar de ter protestado na Casa, “mas não houve uma ação dura dos municípios”.


Agora, continuou o deputado tucano, está se vendo o resultado. “As transferências federais feitas para compensar a perda de receita, a participação dos municípios é sagrada, mas o estado promete transferir em parcelas”, criticou.


José Dias também abordou, no p da semana, a questão dos fundos financeiros nas áreas de educação e saúde, que o governo estadual continua devendo aos municípios.

Tribuna do Norte 


Motorista atropela pessoas duas vezes na zona Norte de Natal; uma das vítimas morreu

POR ISMAEL JEFFERSON

 Um motorista com sinais de embriaguez se envolveu em um atropelamento na madrugada deste domingo (27), na rua Conselheiro Tristão, bairro da Redinha, zona Norte de Natal. Conforme vídeo gravado da ação, o condutor do veículo ainda voltou na contramão e atropelou as vítimas pela segunda vez. Um dos feridos não resistiu e morreu no local do crime.

O atropelamento só parou após o carro, modelo Celta de cor branca, ficar preso a uma motocicleta. Nesse momento, pessoas que presenciaram o crime tentaram linchar o motorista até que a Polícia Militar chegou ao local e apaziguou a situação.

Segundo registro da ocorrência pela PM, o caso teria se originado por uma briga em uma conveniência onde o motorista estava bebendo. Após a discussão, o condutor do veículo atropelou intencionalmente as vítimas.

Após a ação, o condutor do veículo foi socorrido e, posteriormente, levado à Delegacia de Plantão da Zona Norte de Natal. 

A Polícia Militar também confirmou que outras duas pessoas ficaram feridas, mas sem risco de morte.

A Polícia Civil, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) e o Corpo de Bombeiros também foram mobilizados ao local do crime.


Tribuna do Norte 

Torcedores do Juventude foram as ruas na noite deste domingo (27) em comemoração ao título de campeão 2023

POR ISMAEL JEFFERSON

Torcedores do Juventude foram as ruas da cidade de Itajá, em comemoração ao título de campeão 2023, pelo campeonato municipal, um jogo decisivo, entre juventude e América de acauã, ocorrido neste sábado (26), no estádio chiranhão.

O time do juventude venceu o América por 3x2, conquistando a vencibilidade, tornando o juventude campeão 2023.